terça, 17 de julho de 2018

DUELO

Atlético-PR derrota o Palmeiras

4 NOV 2010Por TERRA22h:31

Em duelo de baixo nível técnico, o Atlético-PR contou com gol de Nieto no final do segundo tempo para derrotar o Palmeiras por 1 a 0 nesta quinta-feira, na Arena da Baixada. A equipe da casa precisou superar a forte retranca dos visitantes, especialmente na etapa complementar, em jogo que contou com decisões polêmicas da arbitragem.

O resultado reacende o sonho atleticano por uma vaga na Copa Libertadores, enquanto o Palmeiras vê as primeiras colocações mais distantes. Para os paulistas, porém, há a chance de ir à competição da Conmebol em caso de título da Copa Sul-Americana. A equipe alviverde está nas quartas de final do torneio, buscando vaga na semi com o Atlético-MG.

O Atlético-PR termina a 33ª rodada do Campeonato Brasileiro na oitava colocação, com 50 pontos, quatro a menos que o Botafogo, primeiro time entre os classificados à Libertadores. Já o Palmeiras aparece em décimo, com 47 pontos.

Os desfalques dificultaram as escalações das duas equipes. No Atlético-PR, o técnico Sergio Soares armou o time sem Rhodolfo, Maikon Leite, Élder Granja e Branquinho, todos lesionados, além do suspenso Guerrón. Pelo lado do Palmeiras, Luiz Felipe Scolari não teve sua dupla ofensiva principal, Valdivia e Kleber. Enquanto o chileno se recupera de problemas musculares, o atacante está suspenso.

O jogo

O jogo começou animado, e o Atlético-PR criou duas boas oportunidades logo no início. Aos 4min, Ivan González aproveitou sobra na área e finalizou forte para a defesa de Deola. Na sequência, Chico completou em escanteio e mandou a bola perigosamente perto do travessão.

Os escanteios eram uma boa arma, e Deola precisou trabalhar novamente aos 13min para salvar o Palmeiras. Aos 21min, a equipe paulista conseguiu balançar a rede adversária, mas o lance foi anulado. Tadeu completou depois de passe de Danilo, e a arbitragem viu impedimento questionável.

Sete minutos depois, foi a vez do Atlético-PR reclamar do juiz, quando Bruno Mineiro cai na área ao ser marcado por Gabriel Silva. O lance seguiu.A polêmica voltou ao jogo aos 34min, quando Bruno Mineiro lançou Paulo Baier na área e o meia completou para o fundo das redes. A arbitragem, porém, invalidou o lance alegando impedimento inexistente.

O Atlético-PR voltou a ameaçar aos 39min, em cobrança de falta com Baier, e Deola fez boa defesa. A última chance do Palmeiras saiu aos 47min, em chute de Tinga que passou perto do travessão de Neto.

O segundo tempo começou truncado no meio de campo, mas com o Atlético-PR mantendo a posse da bola. Deola demorou a ser testado, mas precisou trabalhar após um início fraco. Aos 13min, Chico finalizou da entrada da área e o goleiro espalmou. A equipe da casa usava cruzamentos e bolas pelo alto para ameaçar o adversário.

Sergio Soares apostou na entrada de Claiton Nieto e Marcelo para superar a defesa do Palmeiras, sem muito resultado. Aparentemente satisfeito com o resultado da partida, Felipão sacou o meia Lincoln e lançou Pierre, reforçando a marcação no meio de campo.

As alterações demoraram a surtir efeito na partida e o jogo parecia se encaminhar para um empate melancólico. Aos 39min, porém, Nieto desviou cruzamento de Marcelo e fez o gol da vitória do Atlético-PR, animando a torcida na Arena da Baixada. O Palmeiras ainda teve chance de empatar aos 43min, em cobrança de falta de Marcos Assunção, mas Neto defendeu com segurança.

Leia Também