Domingo, 18 de Fevereiro de 2018

CAMPEONATO BRASILEIRO

Atlético-MG passa pelo Avaí e deixa a zona da degola

17 OUT 2010Por 17h:19

A apaixonada torcida atleticana atendeu ao chamado do Atlético-MG e lotou as arquibancadas da Arena do Jacaré. Em campo, o Galo cumpriu seu papel e deu um passo importantíssimo rumo à manutenção na Série A do Campeonato Brasileiro, ao superar o Avaí por 2 a 0.

Com 31 pontos, os gols de Rafael Cruz e Neto Berola podem fazer com que o alvinegro termine a 30ª rodada fora do rebaixamento. Para isso acontecer, o Vitória tem que perder para o Grêmio Prudente, em partida que começa às 18h30 deste domingo. O Leão, por sua vez, faz o caminho inverso e entra na zona perigosa, com 30 pontos.

O próximo compromisso do Atlético-MG no Brasileiro será o clássico contra o Cruzeiro, domingo, às 18h30, no Parque do Sabiá. Antes, porém, o Galo volta suas atenções para a Copa Sul-americana, onde enfrenta o Independiente Santa Fé, quarta-feira, às 22 horas, em Bogotá. A partida vale vaga nas quartas de final e o Galo pode empatar ou até mesmo perder por um gol de diferença para avançar no torneio.

Já o Avaí também tem dois compromissos na próxima semana. Na quinta-feira, recebe o Emelec, às 20h15, no jogo de volta da Sul-americana. Na primeira partida, o Leão empatou em 2 a 2, jogando no Equador, e um empate em 0 a 0 ou 1 a 1 lhe garante a vaga. Pelo Brasileiro, os catarinenses voltam a campo no domingo, quando pegam o Goiás, às 16 horas, no Serra Dourada.

Com o risco iminente de descenso, as duas equipes começaram o jogo em ritmo forte, com muita velocidade em busca do gol. O Atlético-MG tinha maior posse de bola, mas foi o Avaí quem teve a chance mais clara de gol. Aos 9 minutos, o atacante Roberto recebeu livre, passou pelo goleiro Renan Ribeiro, mas com o gol vazio chutou para fora, desperdiçando uma chance incrível para abrir o placar.

Apesar do excesso de vontade em campo, o nervosismo parecia interferir no desempenho das duas equipes. O Galo pressionava, mas deixava espaços, sobretudo pelo lado esquerdo da defesa, para as investidas do Leão.

A principal oportunidade do Atlético-MG se deu em uma cobrança de falta. Aos 38 minutos, Daniel Carvalho bateu no canto esquerdo, mas Zé Carlos se esticou todo e mandou a escanteio.

Como o empate não interessava ao Galo, o técnico Dorival Júnior apostou na ofensividade para o segundo tempo, ao trocar o meia Daniel Carvalho pelo atacante Neto Berola. A alteração surtiu efeito e, logo aos 6 minutos, o alvinegro abriu o placar. Rafael Cruz tabelou com Neto Berola, recebeu de calcanhar e finalizou de canhota, no canto direito de Zé Carlos.

A estrela de Dorival Júnior brilhou novamente aos 22 minutos. Em um contra-ataque letal, Diego Souza fez ótimo lançamento para Neto Berola. Frente a frente com Zé Carlos, o atacante atleticano limpou o goleiro e, com o gol livre, bateu "de letra" e fechou o placar.

 

Com informações da Gazeta Press

Leia Também