Campo Grande - MS, sábado, 18 de agosto de 2018

0 X 0

Atlético-MG para no Prudente e dá adeus

6 ABR 2011Por TERRA23h:35

O Atlético-MG precisava apenas de um resultado simples, qualquer vitória sobre o Grêmio Prudente na partida de volta da segunda fase da Copa do Brasil. Derrotado por 2 a 1 no jogo de ida, o time, no entanto, sucumbiu ao seu próprio nervosismo e acabou eliminado. A equipe deu adeus à competição ao empatar por 0 a 0, com dois jogadores expulsos e extremamente hostilizado por sua torcida.

Desta forma, o Grêmio Prudente, equipe que faz campanha péssima no Campeonato Paulista e luta contra o rebaixamento, vai enfrentar o Ceará nas oitavas de final da Copa do Brasil para tentar se manter como zebra. O Atlético-MG terá de driblar uma crise após as dispensas de Zé Luis e Ricardinho e uma polêmica de relacionamento com o técnico Dorival Junior.

O Atlético-MG pressionou durante todo o primeiro tempo, boa parte dele com a ajuda da torcida. A partir dos 30min, no entanto, os crescentes erros de passe começaram a provocar vaias e reclamações, além do pedido pela entrada de Neto Berola. O time começou com boa jogada de Ricardo Bueno, que bateu com perigo aos 6min, após limpar a marcação.

Aos 10min, Magno Alves recebeu dentro da área, fez o giro e bateu, mandando a bola próxima ao gol do Grêmio Prudente. Mais pressionado por seu torcedor, o time ainda quase marcou aos 42min, em cobrança de falta de Serginho, muito bem defendida pelo goleiro Márcio. A impaciência da torcida alvinegra só aumentou no segundo tempo, apesar da entrada de Neto Berola.

Dorival Junior também colocou Mancini em campo, no lugar de Ricardo Bueno, que foi muito vaiado pelos torcedores. Aos 16min, o meia recebeu na intermediária e bateu com perigo. A finalização de longe seguiu como principal opção para os atleticanos e, desta forma, Neto Berola assustou Márcio, aos 20min. O nervosismo tomou conta dos jogadores, que acabaram perdendo a cabeça.

Leonardo Silva foi o primeiro a perder a cabeça: aos 31min, recebeu o segundo cartão amarelo por falta dura e foi expulso. Na saída, criticado por torcedores, retrucou. Apenas três minutos depois, Serginho agrediu um adversário e também recebeu o cartão vermelho. Com nove em campo, dois a menos, os atleticanos ainda ouviram seu próprio torcedor gritar "olé".

O Grêmio Prudente tentou controlar o resultado, mas ainda acabou levando um gol, que o assistente anulou por posição de impedimento. Aos 42min, Réver completou em cruzamento e balançou as redes, mas a jogada polêmica foi apitada pelo árbitro. O Grêmio ainda perdeu uma chance incrível aos 46min, quando Rhayner invadiu a área e bateu cruzado.

No último minuto, Mancini quase fez um milagre, com belo chute da intermediária, mas Márcio salvou e garantiu a classificação dos paulistas. O Atlético precisava de apenas um gol, mas não teve frieza, qualidade e articulação para marcado e acabou eliminado.

Leia Também