Campo Grande - MS, domingo, 19 de agosto de 2018

MINEIRO

Atlético-MG e Cruzeiro tentam salvar o semestre

8 MAI 2011Por GAZETA PRESS00h:01

 Atlético-MG e Cruzeiro iniciam neste domingo, a 18ª decisão do Campeonato Mineiro entre eles. Os rivais se enfrentam, às 16h, na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas, somente com a torcida atleticana. Após a eliminação do Galo, na Copa do Brasil e da Raposa, na Libertadores, os dois times consideram como obrigação levantar a taça do Mineiro, ingrediente que promete acirrar ainda mais a rivalidade do clássico.

- Sem dúvida, nada melhor do que vencer um estadual, ainda mais com o que aconteceu depois da eliminação do Atlético-MG na Copa do Brasil. Virou obrigação esse Campeonato Mineiro, mas sempre respeitando as outras equipes. Tem tudo para ser um jogo muito bom, mas sabemos da dificuldade que a gente vai encontrar, mesmo com a eliminação do Cruzeiro. Eles têm uma equipe muito aguerrida como sempre foi e a gente tem que estar preparado -, declarou o zagueiro Réver.

Pensamento semelhante tem o argentino Montillo, que não abre mão do título Mineiro.

- Em mata-mata você não pode errar. Ganhar o Mineiro é uma obrigação, pois acho que tínhamos time para conquistar os dois títulos (Mineiro e Libertadores). Quero jogar bem no clássico. Temos que ganhar e todos queremos revanche, mas estou tranquilo, pois sempre tento fazer o melhor. Às vezes as coisas saem bem, às vezes mal -, disse o armador cruzeirense.

Para ser campeões, os alvinegros precisam balançar as redes. Isso porque, a equipe celeste tem a vantagem de dois empates, mas se for considerar o retrospecto de Atlético-MG e Cruzeiro nesta temporada, gols é o que não devem faltar em um dos clássicos mais eletrizantes do Brasil.

A Raposa entrou em campo 21 vezes na temporada, sendo oito pela Libertadores e 13 pelo Mineiro, totalizando 64 gols, média 3,04 por jogo, melhor entre todos os times brasileiros até agora. Mas isso, não assusta o Galo, que também soube golear nos duelos deste ano. Foram 49 gols em 17 jogos, média de 2,88 gols por partida, ficando atrás justamente do rival em relação aos outros grandes times brasileiros.

E não são só as médias de gols dessa temporada que apimentam o clássico entre Atlético-MG e Cruzeiro. Nos dois últimos duelos entre os rivais, 14 gols foram marcados, sendo sete em cada jogo. No returno do Campeonato Brasileiro do ano passado, o Galo venceu o time celeste por 4 a 3, com três tentos anotados pelo atacante Obina. Mesmo placar da vitória atleticana no clássico da primeira rodada do Estadual deste ano. Mas dessa vez, quem marcou três gols foi Diego Tardelli.

Leia Também