Campo Grande - MS, terça, 21 de agosto de 2018

direitos de transmissão

Atlético-MG diz que acordo com Globo é inevitável

22 ABR 2011Por uol19h:00

O Atlético-MG reagiu à iminente manutenção da hegemonia da Globo no Campeonato Brasileiro. Em entrevista à ESPN Brasil, Alexandre Kalil, presidente do clube alvinegro, admitiu que o acordo com a emissora carioca é inevitável, mas atacou os outros dirigentes e até a agência de turismo ligada à Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

“O Atlético vai cair, mas o presidente não assina nada. Vou colocar isso em pauta no Conselho Fiscal, no Conselho Deliberativo. Se eles quiserem assinar com a Globo, que assinem. Mas eu não sento mais com o Marcelo [Campos Pinto, diretor da Globo Esporte]”, disse Kalil.

Até o momento, 14 clubes já assinaram com a Globo. Dos 20 membros do Clube dos 13, só resistem Internacional, Atlético-PR, São Paulo, Atlético-MG, Guarani e Portuguesa, sendo que os três primeiros já acertaram verbalmente com a emissora. 

Neste cenário, Alexandre Kalil entende que um acordo com a Globo é inevitável, caso contrário o Atlético-MG ficará isolado na guerra das TV's. O cartola atleticano diz ter em mãos uma proposta da Rede Globo, que será encaminhada aos outros órgãos do clube. Kalil, pessoalmente, se recusa a assinar o compromisso, mas entende que a instituição deve fazê-lo, em breve. 

A despeito do provável acordo, Kalil atacou o processo com veemência. O dirigente chegou a atacar até a Pallas, agência de turismo que cuida de todas as passagens dos clubes brasileiros em competições organizadas e chanceladas pela CBF, por determinação contratual.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também