domingo, 22 de julho de 2018

BRASILEIRÃO

Atlético-GO vence e amplia má fase do Corinthians

10 OUT 2010Por ESTADAO.COM18h:01

O Corinthians foi surpreendido neste domingo e ampliou a sua má fase ao ser derrotado, no Estádio do Pacaembu, pelo Atlético Goianiense, de virada, por 4 a 3, em partida válida pela 29ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com o resultado, a equipe completou o quinto jogo sem vitórias na competição. 

Para piorar, o novo líder do Brasileirão, o Cruzeiro, abriu cinco pontos de diferença (54 contra 49), dificultando a situação corintiana na luta pelo título nacional. Já o técnico Adílson Batista deve ser ainda mais pressionado pela torcida, que no sábado havia conversado com alguns jogadores para cobrar uma reação. Ao final do jogo, foi chamado de "burro".

 O Atlético-GO, por sua vez, chegou aos 29 pontos, mas ainda continua na zona de rebaixamento. De qualquer forma, a equipe goiana fecha o ano com duas vitórias sobre o Corinthians, com sete gols marcados.

 O domingo de terror para o corintiano não parecia evidente. A equipe começou bem e abriu o placar logo aos dois minutos, com Leandro Castán, que entrou na vaga do poupado Roberto Carlos. O zagueiro desviou a bola na pequena área após cruzamento de Bruno César pela direita. 

O bom momento corintiano parou por aí. Apesar de contar com três volantes e três zagueiros em campo, a equipe não conseguia marcar com eficiência. Melhor para o Atlético-GO, que empatou o jogo aos 20 minutos, com Juninho, após falha grotesca da defesa, tendo como ápice a tentativa frustrada de Thiago Heleno em tirar a bola na linha do gol. 

O empate baqueou o Corinthians, que viu o adversário virar o placar aos 35 minutos, novamente com um erro da defesa. Após cobrança de falta pela esquerda, o zagueiro Gílson apareceu sozinho na cara de Júlio César para tocar a bola para o fundo do gol. 

Impaciente, a torcida corintiana começou a pedir a entrada do zagueiro Chicão, que retornou de contusão, mas começou o jogo no banco de reservas. Enquanto isso, o Atlético-GO fez o terceiro aos 45 minutos, com o atacante Marcão, que aproveitou mais um erro da defesa corintiana. Dessa vez, Alessandro e William, que seria substituído por Chicão no intervalo, falharam. 

Se o primeiro tempo terminou de forma vexatória para o Corinthians, o começo do segundo não foi diferente. Jogando como bem desejava, o clube goiano chegou ao quarto gol aos 22 minutos, novamente com Marcão. 

Sem nada a perder, Adílson Batista resolveu colocar Defederico e William Morais na equipe, e o Corinthians reagiu e por pouco não empatou. Aos 26 minutos, William Morais marcou o segundo gol, enquanto o zagueiro Thiago Heleno marcou o terceiro, aos 43 minutos. 

Com a expectativa de ao menos sair do Pacaembu com o empate, o Corinthians pressionou como pôde e teve duas chances de fazer o quarto gol, mas o goleiro Márcio mostrou capacidade ao fazer belas defesas e, assim, garantir a segunda vitória de sua equipe no estádio neste Brasileirão (a primeira foi sobre o Palmeiras, por 3 a 0). 

Agora, o Corinthians se prepara para enfrentar o Vasco na quarta-feira, às 22 horas, em São Januário, enquanto o Atlético-GO encara também o Vasco, só que no domingo, dia 17, às 16 horas, no Serra Dourada.

Leia Também