Domingo, 18 de Fevereiro de 2018

BRASILEIRÃO

Atlético-GO derrota o Vasco e sai do sufoco do rebaixamento

17 OUT 2010Por 17h:03

O Atlético Goianiense continua na sua luta desesperada para fugir do rebaixamento. Depois de ter batido o Corinthians na rodada passada, o rubro-negro de Goiás obteve outro resultado importante ao derrotar o Vasco por 2 a 0 em partida disputada neste domingo no Serra Dourada, pelo Campeonato Brasileiro. Com o resultado, o time comandado por Renê Simões chegou aos 32 pontos e chegou ao 15º lugar. Já o Vasco que foi dirigido pelo auxiliar Acácio - PC Gusmão teve um problema médico - ficou nos 41 pontos na 11ª posição.

O resultado premiou a maior objetividade do rubro-negro de Goiânia que soube aproveitar a vantagem numérica- Carlinhos foi expulso, para marcar os gols que definiram a partida. O Vasco não repetiu a atuação dos últimos jogos e acabou sendo derrotado e perdendo a chance de se aproximar dos primeiros colocados.

Na próxima rodada, o Atlético Goianiense enfrentará o Guarani em Campinas enquanto o Vasco vai encarar o Flamengo no clássico carioca.

O Vasco começou a partida tomando a iniciativa de ataque enquanto o time da casa se defendia em seu campo para tentar surpreender o adversário em lançamentos de Anailson. O primeiro momento de emoção só aconteceu aos sete minutos em chute de Pituca de longa distância que o goleiro Fernando Prass, completando 100 jogos com a camisa do Vasco, defendeu com segurança.
O lance animou o time goiano que passou a adiantar seus jogadoes de meio campo para pressionar a defesa da equipe carioca.

O time cruzmaltino que encontrava dificuldade para furar o bloqueio defensivo do Atlético só chegou à frente com perigo aos 18 minutos. Felipe se livrou de um adversário com um drible curto e chutou forte, o goleiro Márcio espalmou para o lado e Zé Roberto que vinha correndo tentou a conclusão e errou o chute. A bola se ofereceu para Éder Luís que entrava pela esquerda e chutou para fora, desperdiçando a chance.

Com três volantes e apenas Felipe com a obrigação de armar jogadas ofensivas, o Vasco tinha grande dificuldade para colocar os atacantes Éder Luís e Zé Roberto em condições de finalizar. Enquanto isso, o time goiano mostrava mais objetividade e quase marcou aos 25 minutos quando Marcão foi lançado na área, demorou a dominar a bola e acabou desarmado. No minuto seguinte, foi a vez de Juninho que teve a chance de marcar depois da falha de Carlinhos mas acabou pegando mal na bola e jogando por cima do travessão.
Aos 34 minutos, Felipe fez ótimo lançamento nas costas dos zagueiros goianos para Éder Luís que cruzou e obrigou o goleiro Márcio a fazer uma ponte para defender a bola. O domínio do jogo seguia com a equipe da casa que se aproximava da área com certa facilidade mas concluía sempre com deficiência.
O Vasco que encontrava enorme dificuldade para penetrar tentou chegar ao gol aos 41 minutos em chute longo de Felipe Bastos que passou longe do gol de Márcio.

Os dois times voltaram sem mudanças para o segundo tempo mas o Vasco veio com proposta diferente da apresentada na etapa inicial, trocando passes com mais velocidade para tentar se aproximar com mais objetividade da área goiana. Mesmo com maio volume de jogo, o time carioca encontrava dificuldades para concluir por causa da boa marcação exercida pelo time dirigido por Renê Simões. Ao dez minutos, Felipe fez ótimo lançamento nas costas da zaga para Irrazábel mas o cruzamento do lateral paraguaio acabou nas mãos do goleiro Márcio.
Com mais liberdade para armar as jogadas, Felipe passou a fazer lançamentos precisos para seus companheiros como aconteceu aos 13 minutos quando ele descobriu Éder Luís penetrando pela esquerda mas ele ficou indeciso entre chutar ou passar por Zé Roberto e acabou desperdiçando o lance.
Aos 17 minutos, o lateral esquerdo Carlinhos que já tinha cartão amarelo desarmou Adriano com um carrinho e acabou expulso de campo, deixando o time carioca com dez homens em campo. Aos 23 minutos, Éder Luís cruzou fechado e obrigou Márcio a se antecipar a Jonathan e socar a bola para fora da sua área.
O jogo ficou mais aberto e aos 25 minutos foi a vez de Josiel mandar uma bomba que assustou o goleiro Fernando Prass.
Aos 28 minutos, o Atlético envolveu a defesa carioca com toques rápidos mas Josiel, na pequena área, conseguiu desperdiçar a jogada depois de passe preciso de Adriano que aproveitava a ausência de um lateral esquerdo depois da expulsão de Carlinhos para jogar como ala.
Aos 35 minutos, o Atlético Goianiense marcou o primeiro gol. Adriano cruzou da direita, Josiel cabeceou e Fernando Prass fez grande defesa mas a bola sobrou para Anailson mandar para as redes. Aos 42 minutos, Allan derrubou Juninho na área. Pênalti que o goleiro Márcio cobrou com categoria para garantir a vitória do Atlético.

Informações da Gazeta Press 

Leia Também