Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

ESPORTES

Atletas do Estado lutam por medalhas hoje

Atletas do Estado lutam por medalhas hoje
11/09/2010 09:20 -


Arlindo Florentino,  Fortaleza

A delegação de Mato Grosso do Sul, que está em Fortaleza (CE), luta hoje pelas primeiras medalhas nas Olimpíadas Escolares, que reúnem atletas de 12 a 14 anos de idade de todo o País para as disputas das modalidades individuais.
Campeões em suas modalidades nos Jogos Escolares, disputados recentemente no Estado, os atletas não escondem a expectativa e até mesmo o deslumbramento. A maioria estuda em colégios públicos de Campo Grande e do interior, e para alguns, esta é a primeira competição fora do Estado, é a primeira viagem de avião e também é a primeira vez que estão tendo contato com o mar.
De acordo com Edgar Hubner, diretor-geral das Olimpíadas Escolares, é este mesmo o objetivo da competição. “A nossa ideia é mostrar que o esporte abre possibilidades, e por isso mesmo acreditamos que essa experiência é única para esses atletas, que vão guardar isto para o resto da vida. Além de competir eles têm a oportunidade de conhecer coisas novas e também de estar perto de alguns atletas mais experientes”, afirmou, referindo-se à presença dos “Embaixadores das Olimpíadas Escolares”, como Keila Costa, do atletismo; Ketlyn Quadros, do judô; Luciano Pagiarini, do ciclismo e muitos outros.
Quanto aos atletas de MS em condições de ganhar medalhas, estão a judoca Laiana Colman, ligeiro, da Escola Estadual Rui Barbosa; Caique Abreu, pesado, do Sealp e Vinícius Miranda, superligeiro, da Escola Dorileu Pina. As finais acontecem hoje à tarde.
No atletismo, que tem as eliminatórias hoje, quem pode ir às finais são Lorrane Rianeli, do Colégio Militar, no arremesso de peso; Ivana Larissa, da Ecla Licurgo de Oliveira Bastos, no lançamento de dardo e Rejane Amaral Santos, da Escola Manoel Bonifácio nos 75 m, 250 e revezamento. Nestas mesmas modalidades, mas no masculino, as esperanças estão em Rogério de Oliveira Silva, da Escola Maria Rita.

Felpuda


As pré-candidaturas bizarras estão se espalhando nas redes sociais, nos perfis de quem acredita que esse tipo de “campanha eleitoral” poderá resultar em votos e até levar à conquista de uma vaga na Câmara Municipal de Campo Grande. Se antes isso era visto apenas no horário eleitoral na TV, agora está se espalhado como erva daninha nas redes. Como diria vovó: “Esse povo ainda se acha!” Afe!