Terça, 20 de Fevereiro de 2018

parada cardíaca

Atleta é salvo da morte com desfibrilador

26 OUT 2010Por Salamanca, Espanha02h:10

O meia Miguel García, do Salamanca, teve uma parada cardíaca durante uma partida contra o Bétis, pela segunda divisão do Campeonato Espanhol, no último domingo. Alguns jogadores chegaram a chorar, achando que o colega estava morto, mas a equipe médica dos dois clubes conseguiu reanimar o jogador de 31 anos utilizando o desfibrilador.

 
O incidente aconteceu aos 14 minutos do segundo tempo, quando o jogo ainda estava 2 a 0 para o Bétis, que acabou marcando mais uma vez. “A partida é o de menos. Temos que pensar em como está Miguel”, afirmou Endika, companheiro de Miguel.
 
O jogador foi levado ao Hospital Clínico Universitário, em Salamanca, e de acordo com o médico do clube, José Ignácio Garrido, praticamente renasceu. “O jogador voltou a viver, porque esteve morto por 20 segundos. Ao ver que estava em parada cardíaca, a primeira coisa que fizemos foi abrir a via aérea com um tubo. Uma vez aberta, o ar entrava, mas ele não respirava. Fizemos uma massagem cardíaca e tivemos que utilizar o desfibrilador duas vezes”, explicou o médico ao jornal El Pais.
 
De acordo com a agência Europa Press, Miguel está consciente, bem, e deve deixar a Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) nas próximas horas.

Leia Também