terça, 17 de julho de 2018

RECUPERAÇÃO

Atingidos por temporais, municípios querem R$ 16.5 milhões

8 OUT 2010Por DA REDAÇÃO06h:47

 Nove municípios de Mato Grosso do Sul estão solicitando, no total, R$ 16,5 milhões do Goveno federal para recuperação dos estragados causados por temporais. Ontem (07), novos requerimentos foram despachados para a Coordenadoria Estadual de Defesa Civil ao Ministério da Integração Nacional. A liberação dos recurso dependerá da análise técnica que está sendo feita naquele órgão, em Brasília.

Os prefeitos pediram apoio ao Governo do Estado que, por sua fez, acionou a bancada federal e estão fazendo gestões para aprovação dos pedidos.  As solicitações mais recentemente encaminhadas foram as de R$ 2 milhões para Bataguassu, R$ 450 mil para Selvíria, e R$ 2,5 milhões para Santa Rita do Pardo.

Os primeiros requerimentos encaminhados foram de Navirai, de R$ 2,190 milhões; e Três Lagoas, de R$ 4 milhões. Navirai quer priorizar a compra de telhas para famílias afetadas por chuva de granizo e Três Lagoas, o restabelecimento de serviços públicos prejudicados.

As solicitações de R$ 1 milhão, de Dourados – que também foi alvo de chuva de granizo e de danos especialmente em áreas rurais, como as sitiocas Alvorada e Ouro Fino – e de Anaurilândia – que pede R$ 1,8 milhão, para auxílio principalmente para assentados rurais - foram protocoladas na terça-feira no Ministério da Integração.

Nova Andradina está requerendo R$ 1,030 milhão, conforme solicitação que a Cedec protocolou ontem. Neste município, houve forte vendaval com intensa precipitação hídrica acumulada de 190 milímetros; em torno de 205 pessoas foram afetadas, principalmente no Distrito de Nova Casa Verde e mais quatro bairros; houve destruição de ruas, alagamentos, inclusive em prédios públicos. Na mesma região, o município de Batayporã já contabilizou em R$ 1,6 milhão os prejuízos que precisarão ser recuperados. A documentação ainda é aguardada pela Cedec.

Pela nova regulamentação do Sistema Nacional de Defesa Civil, não é mais necessário que o governo do Estado publique decreto próprio homologando os decretos municipais de Situação de Emergência. A Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (Cedec), no entanto, continua prestando total assistência em todas as fases dos procedimentos, para que os municípios elaborem corretamente toda a documentação e tenham mais chances de obter os recursos.  

Além dessas formalidades, o Executivo estadual mantém contatos para articular as aprovações junto ao Ministério da Integração Nacional. Desde as primeiras ocorrências, o coordenador da Cedec, coronel Ociel Ortiz Elias, e o governador André Puccinelli iniciaram as conversas diretamente com a secretária nacional de Defesa Civil, Ivone Valente.

Apoio material

O Governo do Estado também reforçou o apoio material para socorrer famílias mais afetadas pelos desastres. O pacote de ajudas incluiu a destinação de mais 300 cestas de alimentos, solicitadas pela Prefeitura de Anaurilândia. O governador André Puccinelli autorizou a remessa dos mantimentos, que chegam hoje (8) ao município.       

Leia Também