Atentado mata ministro da Defesa da Síria e mais 25 pessoas

Atentado mata ministro da Defesa da Síria e mais 25 pessoas
18/07/2012 09:15 - Agência Brasil


Um homem-bomba provocou hoje (18) um atentado em uma das áreas mais movimentadas de Damasco, na Síria, matando o ministro da Defesa do país, Dawood Rajha, e mais 25 pessoas.

Há informações, não confirmadas oficialmente, que o ministro do Interior da Síria, Asif Shawkat, também foi morto no atentado. Shawkat é o chefe do serviço de inteligência da Síria e cunhado do presidente sírio, Bashar Al Assad.

O homem-bomba se posicionou dentro do edifício de Segurança Nacional para provocar o ataque, durante uma reunião de ministros e policiais. Há 16 meses, a Síria enfrenta uma onda de violência causada por embates entre a oposição e o governo.

Os oposicionistas querem a renúncia de Assad, eleições e mais liberdade no país. A estimativa é que mais de 16 mil pessoas morreram na região. A comunidade internacional pressiona Assad a adotar um plano de paz na região impondo um cessar-fogo. A crise na Síria é tema central da reunião do Conselho de Segurança das Nações Unidas que analisa a possibilidade de ampliar as sanções à Síria.

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".