sábado, 21 de julho de 2018

Turismo

Até onde a vista alcança ...

26 AGO 2010Por 20h:39
Agência Estado

O maior deserto do mundo tem temperaturas que chegam a 55 graus de dia e descem abaixo de zero à noite. Passa por 11 países, mas tem quase a mesma extensão do Brasil – 8.396.000 quilômetros quadrados – e paisagens para lá de variadas. Pedras, dunas, oásis, morros e uma infinidade de cidades e povoados. Há maneiras variadas de explorar o Saara, dependendo de qual seja sua porta de entrada.

* Star Wars
País muçulmano tolerante aos hábitos ocidentais, a Tunísia é uma ótima opção para um primeiro contato com o deserto. Os tours são feitos a partir de Tozeur, no sul do país. Bastam dez minutos nos carros 4x4 para chegar à primeira parada: Oung Jemel, cenário para o “Star Wars” de George Lucas. No mesmo dia, o visitante conhece Chebika, um oásis tal qual os dos desenhos animados. Dá até para passar uma noite no deserto, acampado com todo conforto em lugares como o acampamento Zaafran. Não perca o céu estreladíssimo da noite e o lindo amanhecer entre as dunas. Mais: www.cometotunisia.co.UK.

* Mar de dunas
Erg Chebbi, um verdadeiro mar de dunas, é a principal atração para quem explora o Saara a partir do Marrocos. Os tours saem de Merzouga, quase na fronteira com a Argélia. Site: www visitmorocco.com.

* Lar itinerante
A infraestrutura é quase inexistente. Como opção de hospedagem, alguns poucos ger camps, acampamentos com tendas idênticas às dos nômades que habitam o deserto. A regra geral é contratar um guia-tradutor (nem seria seguro ir por conta própria), alugar um carro 4x4 e lotar o porta-malas com barraca, comida e água. O site mongoliatourism.gov.mn lista operadoras que organizam passeios.

Atacama: o mais seco do mundo
Entre albergues simples com preços camaradas para mochileiros e resorts luxuosos, a vila de San Pedro de Atacama se acostumou ao vaivém de turistas. Localizado no norte do Chile, o Atacama é considerado o deserto mais seco do mundo. Entre as principais atrações, o Vulcão Licancabur, visível da vila, e o Salar de Tara, planície coberta de sal. Informações: sanpedroatacama.com.

* Fumacê
Outra das atrações mais concorridas está localizada a uma altura de mais de 4.300 metros. Os gêiseres el Tatio ficam em um campo geotérmico com mais de 500 aberturas naturais expelindo fumaça na atmosfera.

* Ver estrelas
A ausência de nuvens faz do Atacama um dos melhores pontos do mundo para observar a Via Láctea. Astrônomos profissionais se acotovelam para estudos. Amadores aproveitam miniobservatórios de hotéis como o Larache (explora.com).

Outback: no coração da Austrália
Chegar ao coração da Austrália não é missão das mais fáceis – muito menos barata. As longas distâncias encarecem os pacotes que levam a Uluru (ou Ayers Rock), a principal atração do Outback, imenso deserto que ocupa 80% do país. Mais: www. enviroment.gov.au/parks/uluru.

* Sagrado
O monólito gigante que dá nome ao Parque Nacional australiano é sagrado para os aborígines. Por isso, há regras rígidas para os turistas, que devem caminhar apenas pelas trilhas. Há lugares onde a entrada é proibida.

* Muitos tons
Além das trilhas, os principais tours são os que levam os visitantes a apreciar as variações de cor em Uluru durante o nascer e o pôr do sol. Subir ao monólito não é proibido, mas os visitantes são desencorajados a fazê-lo por razões ambientais e culturais.

Leia Também