Campo Grande - MS, sábado, 18 de agosto de 2018

Carta

Associações de cientistas pedem suspensão de Belo Monte

20 MAI 2011Por folha16h:50

Vinte associações e sociedades científicas protocolaram nesta quinta-feira (19) uma carta em que pedem à presidente Dilma Rousseff a suspensão do licenciamento da usina de Belo Monte, no rio Xingu (PA), até que as condicionantes impostas pelo Ibama sejam cumpridas.

A SBPC (Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência), a ABA (Associação Brasileira de Antropologia) e demais entidades solicitam ainda que o governo federal espere consultas a indígenas e a moradores da região e o julgamento de ações contra a usina que existem hoje na Justiça.

É mais uma tentativa de barrar a obra, que sofre resistência também do Ministério Público Federal do Pará e da OEA (Organização dos Estados Americanos).

O consórcio construtor de Belo Monte já tem licença parcial de instalação, para o canteiro de obras, e aguarda a permissão integral. A intenção é iniciar as obras durante a janela hidrológica, período de baixa vazão no rio Xingu, que vai até outubro.

Na terça-feira, o presidente do Ibama, Curt Trennepohl, disse que a população local foi consultada e que a viabilidade ambiental foi aprovada pelo Congresso.

Cabe ao Ibama apenas analisar se as 40 condicionantes estão sendo cumpridas --mas só "quelas cabíveis"serão exigidas antes da licença de instalação.

Trennepohl afirmou que ainda não há prazo para a concessão da nova licença. O ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, anunciou no início do mês que sairia até junho.

Leia Também