Segunda, 18 de Dezembro de 2017

ofensa

Assessor de Bernal insulta Nilde Brun no Facebook

11 FEV 2014Por Tavane Ferraresi13h:40

O funcionário do prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP), Silvano Venâncio de Carvalho insultou, na rede social Facebook, a diretora-presidente da Fundação de Turismo de Mato Grosso do Sul, Nilde Brun. Com tom ofensivo, o servidor público chamou indiretamente a dirigente de “cachorra”. Tal afronta ocorreu após o jornalista Eliezer David publicar na internet sobre a entrevista que Nilde daria ontem ao jornalista e radialista Joel Silva, no programa Capital Meio-Dia, da rádio 95,9 FM.

Ao dizer que a presidente da Fundação de Turismo “iria latir” na entrevista, Silvano, que é Assessor-Técnico III, símbolo DCA-6, na Secretaria Municipal de Governo e Relações Institucionais, causou mais desgaste na imagem do chefe do Executivo. Isto porque, ultimamente, seu assessorado tem se envolvido em confusões que têm escandalizado cidadãos e injuriado vereadores.

Também pelo Facebook, a assessora de Bernal, Márcia Scherer, postou, em dezembro do ano passado, mensagem insinuando que a crise política do prefeito com a Câmara Municipal se devia a falta de negociação financeira em troca de apoio. A postagem polêmica levou os vereadores a convocar a servidora municipal, bem como o superintendente de Comunicação Social do Município, Djalma Jardim, para dar esclarecimentos durante sessão ordinária.

Porém, mesmo após o puxão de orelha público, os funcionários ligados ao chefe do Executivo continuaram com declarações infames.

Procurado pela reportagem para explicar as atitudes dos assessores ligados ao prefeito da Capital, Djalma disse que não se manifestaria, pois estava “de férias em Florianópolis”. Ele também demonstrou irritação ao desligar o telefone, quando a reportagem ainda tentava obter informações sobre o caso. 

Postagem é apagada
Logo depois de perceber o tumulto que sua postagem contra a diretora-presidente da Fundação de Turismo do Estado acarretou na rede social, Silvano Venâncio de Carvalho rapidamente apagou seu próprio comentário.

Leia Também