Sábado, 24 de Fevereiro de 2018

LEGISLATIVO ESTADUAL

Assembleia retoma os trabalhos com oito estreantes

30 JAN 2011Por DA REDAÇÃO00h:01

A Nona Legislatura, que se inicia este ano, contará com oito deputados estreantes, o que representa renovação de 30% entre os parlamentares.
 

Foram reeleitos 14 dos 24 deputados. São eles: Jerson Domingos; Junior Mochi; Marquinhos Trad; Maurício Picarelli; Carlos Marun (todos do PMDB); Dione Hashioka e Onevan de Matos (ambos do PSDB); Paulo Duarte e Pedro Kemp (ambos do PT); Antônio Carlos Arroyo; Londres Machado e Paulo Corrêa (todos do PR); Zé Teixeira (DEM) e Marcio Fernandes (PT do B).
Diogo Tita (PMDB), que exerceu mandato parlamentar na última legislatura porque era suplente de deputado, foi eleito a uma vaga na Casa de Leis. Já Laerte Tetila (PT), retorna à Assembleia após 11 anos. Ele foi deputado estadual entre 1999 e 2000.
 

Tetila é natural de Santo Anastácio (SP), é mestre em Geografia Física e foi professor em Dourados. Foi vereador em Dourados (1993-1996 e 1997 –1998); e prefeito da cidade por dois mandatos (2001-2004 e 2005-2008).

Estreantes

São deputados estreantes George Takimoto (PSL); Cabo Almi (PT); Marcio Monteiro (PSDB); Eduardo Rocha (PMDB); Luiz Felipe Orro (PDT); Mara Caseiro (PT do B); Lauro Sérgio Davi (PSB); e Alcides Bernal (PP).

O deputado estadual George Takimoto (PSL) é natural de Lavina (SP), trabalhou como médico em Dourados, no Hospital Evangélico e Hospital Santa Rita. Foi vice-prefeito de Dourados, vice-governador e deputado federal por Mato Grosso do Sul.

José Almi Pereira Moura (PT) nasceu no município de Jardim Olinda (PR). Em fevereiro de 1982, veio para Campo Grande e trabalhou como cobrador de ônibus, foi empacotador e promotor de vendas de indústria de alimentos e formou-se torneiro mecânico pelo Senai. Em outubro de 1983, prestou concurso para soldado da Policia Militar. Em 1996, o então Cabo Almi foi eleito vereador em Campo Grande, pelo Partido dos Trabalhadores, sendo reeleito por mais três mandatos, até conquistar a vaga de deputado estadual em 2010.

Marcio Campos Monteiro (PSDB) nasceu em Bela Vista. Formou-se na faculdade de Direito (FUCMT), foi prefeito de Jardim (MS) por dois mandatos, de 1997 a 2004, e diretor da Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul (Assomasul). Também foi secretário-adjunto da Secretaria do Meio Ambiente, Planejamento, da Ciência e Tecnologia do Estado de MS, no período de 2007 a 2010.

Luiz Felipe Ribeiro Orro (PDT) nasceu em 6 de setembro de 1969 e formou-se em Direito pela Universidade Católica Dom Bosco de Campo Grande (MS) em 1993. No biênio 1999/2000, Felipe Orro presidiu a Câmara Municipal de Aquidauana e foi prefeito da cidade , sendo reeleito em 2004. Em 2010, candidatou-se a uma vaga na Assembleia Legislativa pelo PDT, sendo o mais votado de sua coligação, com 25.703 votos.

Eduardo Rocha (PMDB) tem 44 anos e foi presidente do PMDB em Três Lagoas por dois mandatos, mas nunca ocupou cargo público. Pecuarista e economista, formado pela Faculdade de Economia de Andradina, em São Paulo, ele também é casado com a vice-governadora e ex-prefeita de Três Lagoas, Simone Tebet (PMDB).

Mara Caseiro (PT do B) nasceu em 28 de setembro de 1964, na cidade de Umuarama (PR). Em 1986, concluiu o curso de Odontologia na Universidade do Oeste Paulista de Presidente Prudente (Unoeste) e, em 1987, ingressou no serviço público como cirurgiã dentista da Prefeitura Municipal de Itaquiraí (MS). No ano seguinte, foi trabalhar no município de Eldorado e, em 1991, após ter sido aprovada em concurso público, foi nomeada chefe da equipe do Centro de Saúde de Eldorado. Mara Caseiro ingressou na política em 1992, como candidata a vice-prefeita, e foi eleita vereadora em 1996. Também assumiu a presidência da Casa de Leis. Em 2000, foi eleita prefeita, sendo reeleita em 2004.

Lauro Sérgio Davi (PSB) formou-se em pedagogia pela UFMS de Dourados, em 1983, e lecionou em diversas escolas municipais e estaduais, além de faculdades e universidades. Mestre em Educação, foi vice-presidente da Federação dos Trabalhadores em Educação de MS (FETEMS) e o primeiro presidente do Sindicato Municipal dos Trabalhadores em Educação (SIMTED). Em 2000, assumiu o cargo de diretor-geral do Instituto de Previdência Social do MS (PREVISUL). No ano seguinte (2001), foi aclamado presidente da recém-criada Caixa de Assistência dos Servidores do Estado de MS (CASSEMS), sendo reeleito em 2003.

Alcides Jesus Peralta Bernal (PP) é natural de Corumbá. Advogado formado pela antiga FUCMAT, em 1987, atuou na Assistência Jurídica da Faculdade e na Assistência Judiciária. Como radialista, apresenta os programas Refazenda e Cruzando Fronteiras. Em 2004, foi eleito vereador por Campo Grande e presidiu a Comissão Permanente de Transporte e Trânsito. Em 2008, foi reeleito vereador, quando presidiu a Comissão Permanente de Defesa do Consumidor.

Fonte: Assessoria de Imprensa da AL/MS
 

Leia Também