Quarta, 21 de Fevereiro de 2018

Operação Uragano

Artuzi cumpre prazo e entrega defesa à Câmara

4 NOV 2010Por Fábio Dorta, Dourados04h:20

 O prefeito de Dourados Ari Artuzi (sem partido) cumpriu o prazo e entregou na tarde de ontem na secretaria da Câmara Municipal de Dourados, por meio de seus advogados, sua defesa à Comissão Processante (CP), instalada com base nas denúncias de corrupção em sua administração contidas no relatório CPI da Saúde. Artuzi está afastado do cargo e na penitenciária federal em Campo Grande.

O documento com as argumentações do prefeito tem 25 páginas. Na maior parte, ele contesta tanto as denúncias de desvio de recursos na gestão da saúde pública quanto a legalidade das investigações feitas pela CPI.

Com a entrega da defesa, a Comissão Processante tem, a partir de hoje, 90 dias de prazo para concluir o relatório e levar para a votação em plenário. Para Artuzi ser cassado serão necessários dois terços de votos favoráveis, ou seja, de oito dos 12 vereadores.

Outras duas comissões processantes estão abertas na Câmara, desta vez com base nas investigações da Operação Uragano da Polícia Federal. Uma contra Artuzi e outra contra o vice-prefeito Carlinhos Cantor (PR), que também está afastado do cargo e permanece preso na Penitenciária de Segurança Máxima Harry Amorim Costa, em Dourados.

Leia Também