Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Artista corumbaense ganha visibilidade na Europa

1 ABR 10 - 20h:31

O artista corumbaense Edson Castro, que participa atualmente da exposição no Marco, passa temporada na Europa mostrando seus trabalhos e participando de projetos experimentais. "Cheguei aqui em setembro, tendo como contato um instituto francês, que me apresentou para algumas pessoas. O resultado deu certo. Passei a mostrar meu trabalho em vários lugares", conta, por telefone, de Paris, Edson.

O artista expôs individualmente na Galeria Patrick Soria por duas semanas. "O espaço dirigido pelo neto do renomado artista plástico Salvador Soria, é uma galeria famosa que apresenta novos talentos na França.

Paralelamente a esta exposição, Edson participou do Salão de Artes Plásticas René Clement-Bayer, que aconteceu entre os dias 13 e 21 de março. "Trata-se de um importante salão de arte que apresenta a nova produção de artistas contemporâneos de toda a Europa. Esse evento é realizado há 26 anos em Paris", explica.

Segundo Edson, outra atividade que participou, chamou atenção pelo inusitado da proposta e a trajetória dos envolvidos, referindo-se à performance "Esse instante mágico", criada pelo produtor chileno Juan Carlos Poblete. "Realizei uma pintura ao vivo, inspirada na música do concertista espanhol Liberto Planas, reconhecido violonista e discípulo do maestro Andres Segovia, que, atualmente, realiza concertos de música clássica e flamenca em todo o mundo". A performance aconteceu na sala do cinema Studio 28, em Montmartre, Paris, que foi desenhada e decorada pelo poeta, cineasta, dramaturgo e ator francês Jean Cocteau. Foi nessa sala que realizou-se a primeira projeção de "A idade de ouro", filme de 1930, um marco do surrealismo, que uniu Salvador Dali e Luis Buñel.

Edson participará de uma nova proposta do produtor chileno, que consistirá na produção de uma pintura durante a performance com dois violões produzida por Planas. Também foi convidado para expor em uma galeria em Paris e outra em Barcelona. Em setembro, deve participar de uma coletiva em Paris que destacará artistas novatos e veteranos. A volta ao Brasil está marcada para dezembro. "Estou muito contente com essa visibilidade que minhas obras estão tendo. Ainda é um espaço pequeno, mas extremamente significativo", finaliza Edson.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Confira o horóscopo deste domingo
ASTRAL

Confira o horóscopo deste domingo

CORREIO RURAL

Fertilizantes: código de uso sustentável recomenda boas práticas

BRASIL

Falta de objetividade na Justiça tem custo alto, diz Alexandre de Moraes

BRASIL

Presidente do Sindicato dos delegados de PF critica Bolsonaro

Mais Lidas