Sexta, 23 de Fevereiro de 2018

Mato Grosso do Sul

Arrecadação de impostos cresce 6% em janeiro

13 JAN 2011Por ADRIANA MOLINA00h:00

Nos 12 primeiros dias de 2011, a arrecadação total de tributos de Mato Grosso do Sul já é 6% maior que o montante verificado no mesmo período do ano passado. De acordo com o Impostômetro, da Associação Comercial de São Paulo  e Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário (IBPT), o Estado já ultrapassa a marca dos R$ 221,5 milhões, contra R$ 209 milhões apurados no mesmo intervalo de dias em 2010.

O percentual é ainda superior ao crescimento do Brasil, que está em 4,4%. No País, a arrecadação já atinge os R$ 44,7 bilhões – contra R$ 42,8 bilhões dos 12 primeiros dias de 2010, conforme estimativa do indicador.

Segundo o economista Sérgio Bastos, o cenário de crescimento além dos níveis nacionais  é reflexo principalmente da disparada da industrialização em Mato Grosso do Sul no último ano. “Em 2010, não tivemos um acréscimo de carga tributária que pudesse causar alguma mudança na arrecadação de hoje. O avanço expressivo da industrialização e a inflação, que chegou a níveis de 5,91%, segundo o IPCA, foram os grandes responsáveis pela alta”, ponderou.

Avanço
No ano, segundo a Federação das Indústrias de Mato Grosso do Sul (Fiems), o crescimento do setor foi cerca de 5% superior ao volume de empresas do tipo abertas em 2009. No total, 437 indústrias foram implantadas no Estado em 2010.

O diretor corporativo da entidade, Jaime Verruck, aponta que grande parte desse montante está nos setores metal-mecânico, confecção e alimentos. “Em quantidade, esses setores se destacam, mas em tamanho tivemos abertura da Fibria, uma grande empresa no setor de celulose, em Três Lagoas, e algumas usinas de açúcar e álcool – que são representativas em arrecadação”, explica. (AM)

Leia Também