sábado, 21 de julho de 2018

recorde

Arrecadação atinge R$ 1,1 trilhão no Brasil

24 NOV 2010Por ADRIANA MOLINA02h:30

No Brasil, o volume de impostos arrecadados neste ano também é recorde, segundo o Impostômetro. São cerca de R$ 1,103 trilhão, contra R$ 954,843 bilhões entre janeiro e novembro de 2009 – apontando crescimento de 15,6%.

E confirmando o aumento do emprego e volume de empresas abertas como principais motivos para tamanho incremento, não houve alta nas alíquotas tributárias, e mesmo assim verificou-se acréscimo de 15,2% na arrecadação de Imposto Nacional do Seguro Social (INSS) no ano, atingindo R$ 205,922 bilhões, contra R$ 178,752 bilhões no mesmo período do ano passado; e de 15,1% no Imposto de Renda (IR), que passou de R$ 186,967 bilhões para R$ 215,291 bilhões.

Outros que também tiveram altas significativas foram: a Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins), cobrada sobre a receita das empresas, que cresceu 9,5%, atingindo R$ 120,313 bilhões; o Imposto sobre Operações Financeiras, que incide sobre as movimentações bancárias de pessoas físicas e jurídicas, que aumentou sua arrecadação em 14,2%, totalizando no acumulado deste ano R$ 10,558 bilhões; e o Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), que obteve um salto de 10,6%, atingindo 234,012 bilhões em 2010. (AM)

Leia Também