Sexta, 23 de Fevereiro de 2018

DOURADOS

Ari Artuzi é notificado e pode ser cassado pela Câmara

1 OUT 2010Por 17h:58

Fábio Dorta/Dourados

O prefeito afastado de Dourados Ari Artuzi (sem partido) foi notificado na tarde de ontem pela Câmara Municipal de Dourados para que apresente em dez dias sua defesa em um pedido de cassação do mandato por corrupção. O pedido foi feito pela Comissão Processante (CP), criada para abrir um processo de impeachment contra ele. Artuzi foi notificado pelo advogado Valdecir Ferreira, procurador da Câmara, em uma das celas da delegacia do Grupo Armado de Repressão e Resgate a Assaltos e Sequestros (Garras) em Campo Grande, onde está preso. Ferreira disse que foi obrigado a ir três vezes até a delegacia até que o prefeito concordasse em assinar o documento.

A Comissão Processante que poderá culminar com a cassação do mandato do prefeito foi criada a partir do relatório da CPI da Saúde que apontou diversas irregularidades financeiras e contratuais nas contas da Secretaria Municipal de Saúde na gestão de Artuzi. O relatório também apontou irregularidades administrativas graves. A CP foi criada no último dia 13 de setembro quando o relatório da CPI da Saúde foi aprovado no plenário da Câmara. Os três integrantes foram escolhidos na sessão do último dia 28 e terão 60 dias, conforme o Regimento Interno do legislativo douradense, para que os trabalhos sejam concluídos. Após a conclusão dos trabalhos o relatório será apresentado em plenário para votação. Para cassar o prefeito serão necessários dois terços dos votos, ou seja, que oito dos 12 vereadores votem a favor.

Leia Também