Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

TÊNIS

Argentino é campeão do Aberto do Brasil

Argentino é campeão do Aberto do Brasil
03/03/2014 09:15 - terra


O argentino Federico Delbonis se sagrou campeão do Aberto do Brasil, ATP 250 disputado na cidade de São Paulo. Algoz do brasileiro Thomaz Bellucci na semifinal do torneio, ele conquistou o título ao derrotar o italiano Paolo Lorenzi por 2 sets a 1, parciais de 4/6, 6/3 e 6/4, neste domingo.

Este é o primeiro título da carreira de Delbonis, que tinha apenas uma final em torneios de nível ATP. Na temporada passada, ele foi vice-campeão do ATP 500 de Hamburgo, torneio em que passou pelo qualifying. Na ocasião, ele foi derrotado na decisão pelo italiano Fabio Fognii de virada.

A campanha em São Paulo fará Delbonis assumir sua melhor posição no ranking mundial. Dono da 61ª posição na lista da ATP, ele somará 250 pontos com o título e entrará no grupo dos 50 melhores do circuito, superando o 54º posto que ele alcançou em 6 de janeiro.

Delbonis foi responsável por uma das principais surpresas da chave do Aberto do Brasil. Já na segunda rodada, ele eliminou o espanhol Nicolás Almagro, tricampeão do torneio e cabeça de chave 2, em jogo muito disputado. Depois engrenou na competição e só voltou a ter dificuldades na semifinal, em que derrotou Thomaz Belluci por 2 sets a 1.

Na decisão deste domingo, Delbonis perdeu o set inicial para Paolo Lorenzi, que em São Paulo chegou à primeira final de sua carreira. Mas a consistência no jogo de fundo de quadra do argentino fez diferença e ele conseguiu a virada sobre seu adversário para garantir o título.

Felpuda


Outrora afinadíssimo com o presidente Jair Bolsonaro, parlamentar sul-mato-grossense começou a ser escanteado em consequência de uma das crises políticas de grande repercussão. A figura entrou em campo e botou falação sobre o que estava ocorrendo, e isso soou que só como crítica pesada ao governo, que, como não poderia deixar de ser, não gostou nadica de nada. Há quem diga que o dito-cujo é muito levado “pelo sangue”. Então, tá!...