Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Copa do Mundo 2010

Argentina terá o retorno do zagueiro Samuel no sábado

29 JUN 10 - 07h:04
DURBAN, ÁFRICA DO SUL

A seleção argentina voltou aos treinos ontem, um dia após garantir classificação às quartas de final da Copa do Mundo da África do Sul. A novidade foi a presença do zagueiro Samuel na atividade comandada pelo técnico Diego Armando Maradona.

O zagueiro não participou da vitória da Argentina por 3 a 1 sobre o México, no último domingo, por conta de uma lesão muscular na coxa esquerda, mas já está totalmente recuperado e deve reforçar a Argentina no clássico contra a Alemanha.

Na movimentação de ontem, os jogadores que não entraram em campo contra a seleção mexicana participaram de um jogo-treino contra a seleção argentina Sub-20, que acompanha o elenco principal na África, a pedido do técnico Maradona, que utiliza a competição para dar experiência internacional para os atletas visando os Jogos Olímpicos de Londres em 2012. Além de Samuel, os meias Verón, Gutiérrez e Pastore, que entraram no decorrer do jogo que garantiu a vaga argentina nas quartas de final também treinaram. Já os titulares ficaram na concentração fazendo trabalho regenerativo.

Hoje, a delegação argentina terá o dia de folga, com os jogadores sendo liberados pela comissão técnica, devendo retornar à noite para a concentração. A maioria dos jogadores, além do técnico Diego Maradona, alugaram casas na África do Sul para suas famílias, e é lá que eles deverão passar o dia de descanso após a conquista da vaga nas quartas de final da Copa do Mundo.
Na próxima fase, a Argentina enfrenta a Alemanha, sábado, às 10h (MS), na Cidade do Cabo.
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Confira o horóscopo deste domingo
ASTRAL

Confira o horóscopo deste domingo

CORREIO RURAL

Fertilizantes: código de uso sustentável recomenda boas práticas

BRASIL

Falta de objetividade na Justiça tem custo alto, diz Alexandre de Moraes

BRASIL

Presidente do Sindicato dos delegados de PF critica Bolsonaro

Mais Lidas