Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

domingo, 17 de fevereiro de 2019 - 13h03min

Aprovado reajuste para professor e servidor

1 MAI 10 - 05h:59
anahi zurutuza

Em sessão extraordinária realizada ontem, a Câmara Municipal aprovou o reajuste para os professores, médicos e demais servidores do Executivo. Os funcionários do Legislativo também terão aumento.

Os professores não tinham concordado com a primeira proposta do prefeito da Capital, Nelsinho Trad (PMDB), de reajustar salário em 6% e ameaçavam entrar em greve. Na tarde de quinta-feira, a categoria se reuniu com Nelsinho, que ofereceu a eles 8% de aumento e, ontem, em assembleia realizada na sede do Sindicato dos Trabalhadores em Educação (ACP), professores decidiram aceitar.

O salário inicial do professor que cursou magistério passa de R$ 863 para R$ 932. Para quem tem nível superior, o salário inicial passou de R$ 1.254 para R$ 1.398. “Melhor ficar com 8% e continuar trabalhando para conseguir melhor reajuste depois do que não aceitar e ficar com 5,3%, que é o índice geral dos servidores”, afirmou o presidente da ACP, Geraldo Alves Gonçalves.

Por conta da reunião extraordinária, algumas escolas municipais ficaram sem aulas ontem pela manhã. “Chegamos aqui e a diretora avisou que não ia ter aula porque os professores iam fazer paralisação pelo salário. Estou voltando para casa”, disse o aluno do 9º ano da Escola Municipal Bernardo Franco Baís.
Médicos, que também ameaçavam paralisação, em reunião com o prefeito, aceitaram o reajuste de 5,3% e aumento no valor dos plantões de R$ 450 para R$ 520 (por plantão de 24 horas), com a condição de que, em setembro, comecem a negociar a incorporação das gratificações por desempenho ao salário-base e o Plano de Cargos e Carreiras (PCC) específico para a categoria. Trabalham hoje na Rede Municipal de Saúde cerca de 3 mil médicos, segundo o presidente do Sindicato dos Médicos de Campo Grande (Sinmed), Marco Antônio Leite.

Para o restante dos servidores municipais, o aumento linear ficou entre 5,3% e 9,6%. Servidores que têm cargos com referência entre 1 e 13 vão receber 9,6% de aumento. O acréscimo de 5,3% vai atingir cargos de confiança, procuradores municipais, auditores fiscais e servidores com referência de 14 a 16. Os servidores de 1 a 8 têm apenas o Ensino Fundamental, os de 9 a 13 têm Ensino Médio e os de 14 a 16 tem Ensino Superior. Para os que trabalham na Câmara Municipal, o aumento ficou em 7%.
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Crianças são encontradas mortas em desabamentos após temporal
INTERIOR SP

Crianças são encontradas mortas em desabamentos após temporal

PREÇOS DOS COMBUSTÍVEIS

Após três quedas seguidas, gasolina volta a subir em Campo Grande

Etanol apresentou redução e diesel ficou estável, segundo ANP
Candidatos chegam mais cedo por preocupação com mudança no horário
CONCURSO PÚBLICO

Candidatos chegam mais cedo por preocupação com horário

Em janeiro, 490 empresas foram abertas em Mato Grosso do Sul
ECONOMIA REGIONAL

Em janeiro, 490 empresas foram abertas em Mato Grosso do Sul

Mais Lidas