ZONEAMENTO

Aprosoja/MS garante alteração

Aprosoja/MS garante alteração
28/08/2012 00:00 - DA REDAÇÃO


Uma solicitação da Associação de Produtores de Soja de Mato Grosso do Sul – Aprosoja/MS, que altera Zoneamento Agrícola de Risco Climático em Mato Grosso do Sul foi atendida pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento – Mapa. As mudanças, divulgadas pelo Diário Oficial da União, devem influenciar ainda nas solicitações de crédito e seguro agrícola.

O ciclo de maturação das plantas no Estado passa a utilizar a tabela americana, que é mundialmente aceita. A outra novidade é a classificação das áreas de plantio de soja no Brasil em macrorregiões de acordo com os aspectos de solo e clima de cada região. "Essa alteração classifica as zonas de acordo com as características típicas de cada região, o que melhora a distribuição das cidades e facilita a recomendação das cultivares de acordo com a realidade de cada município.", afirma o engenheiro agrônomo e executivo da Aprosoja/MS, Lucas Galvan.

Na antiga classificação, Mato Grosso do Sul era visto como uma única região, mas existe uma diferenciação climática bastante diversa entre as regiões sul e norte do estado. O zoneamento agrícola é um instrumento de política agrícola e gestão de riscos que objetiva minimizar os impactos relacionados aos fenômenos climáticos, possibilita que cada município possa identificar a melhor época do ano para o plantio de determinada cultura. Os bancos utilizam essa ferramenta para concessão do crédito rural, por exemplo. 

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".