Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, quarta, 21 de novembro de 2018

Apreensões de cocaína triplicam em seis anos, aponta ONU

26 JUN 2012Por agência brasil19h:00

As apreensões federais de cocaína triplicaram entre 2004 e 2010, atingindo 27 toneladas, de acordo com o Relatório Mundial Sobre Drogas 2012, divulgado hoje (26) pelo Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (Unodc). Alguns dados indicam ainda uma expansão do mercado de cocaína, particularmente de crack (droga derivada de cocaína) em alguns países da América do Sul.

O uso de cocaína também aumentou entre as nações sul-americanas, inclusive no Brasil e em outros países que fazem parte do Cone Sul, a partir de meados da década de 90 até 2005. “Dados de pesquisas recentes para o Brasil estão indisponíveis, mas a preocupação com o aumento do uso de cocaína no Brasil se reflete no programa nacional que o País lançou em dezembro de 2011. O aumento nas apreensões também pode refletir o papel do Brasil como um País de partida para a cocaína contrabandeada por meio do Oceano Atlântico”, destaca o relatório.

Em todo o mundo, estima-se que cerca de 230 milhões de pessoas (5% da população adulta, com idade entre 15 e 64 anos) tenham usado alguma droga ilícita pelo menos uma vez em 2010. O problema da droga atinge cerca de 27 milhões de pessoas, o que representa 0,6% da população mundial. Praticamente uma em cada 100 mortes entre adultos é atribuída ao uso de drogas ilícitas.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também