Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

tecnologia

Apple é multada em US$ 2,29 mi por propaganda enganosa

22 JUN 12 - 00h:00TERRA

Um juiz australiano multou a Apple em 2,25 milhões de dólares australianos (equivalente a US$ 2,29) por fazer propaganda enganosa a seus consumidores, dizendo que o mais recente modelo do iPad seria compatível com internet de banda larga 4G. As informações são do jornal The Guardian.

o magistrado determinou que a empresa enganou o público durante dois meses este ano, ao anunciar, erroneamente, tal iPad com os recursos "Wi-Fi + 4G", como se o dispositivo pudesse se conectar à rede operada pela Telstra na Austrália, o que não acontece de fato. Isso porque a rede 4G da operadora em território australiano funciona em uma frequência diferente da usada no novo iPad.

A Apple admitiu a propaganda enganosa. Além da multa, o juiz também definiu que a companhia terá de pagar 300 mil dólares australianos em custos por violar lei de direito do consumidor. O mesma campanha publicitária para o iPad "Wi-Fi + 4G" em questão foi utilizada no mundo inteiro pela empresa, disse o julgamento. "O desejo da Apple por unidade global teve mais prioridade do que a necessidade de garantir o cumprimento do direito do consumidor australiano", declarou o juiz. "Condutas deste tipo são sérias e inaceitáveis", acrescentou.
 

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

AGRICULTURA E JUSTIÇA

Ministérios assinam acordo para combater abusos no crédito agrícola

Bombeiros confirmam terceira morte em desabamento em Fortaleza
PRÉDIO RUIU

Bombeiros confirmam terceira morte em desabamento em Fortaleza

IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA

Juiz extingue ação contra Alckmin por supostos desvios de R$ 3 bi do Fundeb

Flamengo bate o Fortaleza de virada e segue disparado na liderança
BRASILEIRÃO

Flamengo bate o Fortaleza de virada e segue disparado na liderança

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião