Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Aposentados movem ação na Justiça para rever valores

4 JUL 10 - 00h:37
Aposentados entre os anos de 1988 e 1995 podem ter direito a até 22% de aumento no valor do benefício. Na época, as aposentadorias concedidas por tempo de serviço não estavam sujeitas ao fator previdenciário, cáculo que estimula os brasileiros a aposentarem-se mais tarde. A Federação das Associações de Aposentados, que pedirá revisão na Justiça, estima que entre 1,5 mil e 3,5 mil sul-mato-grossenses tenham direito ao reajuste por causa de mal-entendido na concessão de benefícios.
Na época, quem se aposentou com 30 anos de trabalho, por exemplo, antes do tempo estabelecido pelo governo, recebia 70% do que tinha direito. “Não ficou explicado se esse 70% era sobre o teto ou sobre a média do valor dos rendimentos”, explica o presidente da federação, Alcides dos Santos Ribeiro.
Agora, a exemplo de órgãos em outros estados, a instituição convoca aposentados nessa situação para receber na Justiça a diferença, que pode chegar a 22%. “Cada caso é um caso”, avisa Ribeiro. Até a última sexta-feira, cerca de 80 pessoas inscreveram-se para pedir revisão. Não há custos judiciais, mas, se o advogado contratado ganhar a causa, fica com 20% do valor total. (CHB)
Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Confirmação de matrícula começa hoje para alunos do município
ANO LETIVO 2020

Confirmação de matrícula começa hoje na rede municipal

Ex-líder do PSL chama Bolsonaro de covarde: "se dobra a militares"
REFORMA DA PREVIDÊNCIA

Ex-líder do PSL chama Bolsonaro de covarde: "se dobra a militares"

Boliviana é presa com várias cápsulas de cocaína no intestino
"MULA"

Boliviana é presa com várias cápsulas de cocaína no intestino

Confira algumas receitas saudáveis para o seu café da manhã
RECEITAS LEVES

Confira algumas receitas saudáveis para o seu café da manhã

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião