Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, terça, 13 de novembro de 2018

Após vexame, Argentina bate a Colôbia por 1 a 0

6 JUN 2009Por 19h:49
     

        Da redaão

        Foi difícil, mas a Argentina conseguiu reagir nas Eliminatórias Sul-Americanas depois da derrota histórica por 6 a 1 para a Bolívia, no início de abril. Neste sábado, com certo sofrimento, a equipe treinada por Diego Maradona venceu a Colômbia por 1 a 0, no Monumental de Nuñez.

        O resultado, além de fazer a torcida argentina esquecer o vexame anterior, levou a seleção aos 22 pontos, em situação confortável na tabela de classificação. O Uruguai, quinto colocado, ficou a cinco pontos de diferença depois dos resultados desta rodada.

        A Argentina começou o jogo pressionando, querendo definir logo o resultado. Para isso, Maradona escalou uma equipe bem ofensiva, com Messi, Agüero e Tevez juntos no ataque. A escalação era a preferida da torcida local.

        No entanto, a postura adotada pela seleção de Maradona fez com que espaços fossem abertos para o contra-ataque colombiano. Os mais perigosos vieram dos pés de Falcao García, jogador do River Plate que estava "em casa" no Monumental de Nuñez.

        A melhor chance veio do primeiro tempo veio com ele, aos 35min. Depois de passe do palmeirense Armero, Falcao acertou um chute forte e exigiu grande defesa de Andújar, que estreava no gol da seleção argentina.

        O segundo tempo começou com uma Argentina mais incisiva. Logo aos 7min, Messi acertou uma cobrança de falta no travessão e indicou que o gol sairia logo. Aos 10min, finalmente a barreira colombiana foi superada. Depois de cobrança de escanteio de Verón, a defesa desviou e o zagueiro Daniel Diaz acertou belo chute para dar a vitória ao time da casa.

        O gol desanimou a Colômbia, que apenas se defendeu e evitou um placar mais elástico por parte da Argentina. O goleiro Ospina fez boas defesas, a melhor delas em um chute de Javier Mascherano. No entanto, o colombiano foi incapaz de impedir a reação argentina rumo à Copa de 2010. (informações do Terra)

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também