Campo Grande - MS, quarta, 15 de agosto de 2018

PREÇOS

Após três anos congelado, gás natural deve ter reajuste de até 15%

16 ABR 2011Por DA REDAÇÃO08h:26

Os preços do gás natural deverão ter aumento de até 15% em Mato Grosso do Sul, após três anos congelados. A informação é da Companhia de Gás de Mato Grosso do Sul (MSGás) que elevará os valores a partir de maio. A última alta nos valores aconteceu em junho de 2008.

A decisão foi tomada pela empresa depois que o gás importado da Bolívia teve aumento de 8,9% no dia 1º des abril. O valor passou de US$ 7,80 para US$ 8,50 por milhão de BTU. Com isso a Petrobras viu a margem reduzida e não tem mais condições de segurar a cotação atual. 

Hoje, o preço do metro cúbico custa de R$ 0,87642 a R$ 2,1292 para a indústria, de R$ 1,11851 a R$ 2,45184 para residências e de R$ 0,95712 a R$ 2,20989 para o comércio. Os postos revendem ao consumidor a R$ 1,749. Com o aumento, o preço do gás veicular poderá chegar a R$ 2 na Capital. Mesmo assim, o produto será vantajoso porque o rendimento é 50% superior ao etanol e 20% da gasolina.

O volume de clientes da MSGás aumentou 16,7% nos últimos 12 meses, de 987 para 1.152. O maior crescimento, de 17%, ocorreu no número de residências, de 926 para 1.084 unidades. No comércio, a quantidade de clientes oscilou 12,5%, de 40 para 45. O número de indústrias oscilou de sete para nove.
Por outro lado, houve redução de 47,5% no consumo de gás natural em Mato Grosso do Sul, segundo a Abegás. A média diária oscilou de 5.766 metros cúbicos por dia para 3.022 m³/dia entre fevereiro de 2010 e deste ano. Apesar do gás veicular ser mais vantajoso em relação ao etanol e à gasolina, o volume comercializado pelos 11 postos teve redução de 5,5% no período, de 242,5 m³/dia para 229 m³/dia.

Leia Também