Campo Grande - MS, quinta, 16 de agosto de 2018

esporte

Após titulo, Bernandinho foca atenção para Seleção masculina

30 ABR 2011Por TERRA22h:26

O técnico Bernardinho, do Unilever Rio de Janeiro, comparou a equipe com a qual foi campeã da Superliga Feminina neste sábado em Belo Horizonte, com a Seleção Brasileira masculina, que começa a treinar na próxima semana visando a disputa da Liga Mundial, que inicia no dia 27 de maio. A primeira partida é contra a seleção de Porto Rico, na América Central.

"Não vamos ganhar sempre, há uma certa ilusão essa questão de 'imbatibilidade', mas (a Seleção) é um time, como esse nosso time da Unilever com condições de brigar por títulos", disse.

A Seleção masculina fará a preparação para a Liga Mundial em Saquarema, no estado do Rio de Janeiro. Os treinamentos começam na próxima semana: "Agora começa a fase difícil, de renovação, contratação, é muito complicado. (...) Vamos por um time competitivo e brigar de novo pelo título, agora, ganhar ou perder é parte do jogo", afirmou.
Bernardinho disse estar confiante no alto rendimento de alguns atletas que retornam à Seleção, casos do líbero Serginho e do meio de rede Gustavo: "nossa intenção (com a convocação deles) é continuarmos lutando pelos títulos. Nós da comissão técnica acreditamos que são jogadores que merecem estar lá tanto quanto os outros que podem contribuir para que a gente continue competitivos, brigando", afirmou.

Bernardinho afirmou ainda que pretende avaliar um a um os jogadores que disputaram a última Superliga e que foram destaques da competição, como os ponteiros Wallace Souza e Wallace Martins, do Sada Cruzeiro e Sesi-SP, respectivamente, além de William, levantador do time mineiro.

"Foram muito bem. Wallace (do Cruzeiro) esteve conosco no ano passado, o William está na nossa relação, vamos ver. Óbvio que eles estão já no universo de observação, merecem estar na lista, grandes jogadores que vão contribuir de alguma forma com a Seleção, mas um passo de cada vez", afirmou.

Sobre a decisão feminina entre Unilever Rio de Janeiro e Sollys Osasco, vencida pelos cariocas por três sets a zero, Bernardinho considerou o resultado atípico.

"Três a zero é meio falso porque dois sets foram muito duros e o terceiro um pouquinho mais aberto, mas era o que nós esperávamos, estávamos prontos para esta batalha. (...) No final do segundo set foi fundamental a determinação e o rumo da partida mantendo sempre com atenção dos riscos", disse o comandante.

Para o treinador do Unilever, a regularidade de algumas jogadoras foi decisivo para o resultado: "a Mari teve um começo bem, a Sheila bem, embora não brilhante mais constante e as meios de redes. O grupo todo deve bem e a Fabi como sempre fez uma pela partida . O time no todo, esteve bem, e o tema da palestra de ontem foi a união que deveríamos ter durante o jogo, um time coeso e o time provou mais uma vez isso que pode superar barreiras que parecem intransponíveis e demonstrou isso hoje", concluiu. 

Leia Também