Campo Grande - MS, quarta, 22 de agosto de 2018

Após terremoto, China revê política do filho único

26 MAI 2008Por 14h:51
     

        Os pais cujos filhos foram mortos ou mutilados pelo terremoto que atingiu a China poderão ter outro filho. A informação foi divulgada hoje por funcionários encarregados de administrar a política do filho único em parte da região atingida, como uma forma de oferecer algum consolo aos casais em luto. Caso o único filho tenha sido morto, esteja gravemente ferido ou mutilado, os pais podem conseguir uma autorização e então ter um novo bebê. O anúncio foi feito pelo Comitê de Planejamento Familiar e Populacional de Chengdu, que monitora a política sobre esse tema na capital da província de Sichuan.

        Com informações do Estadão

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também