Quarta, 21 de Fevereiro de 2018

BRASILEIRÃO

Após sofrer trote violento, Zé Love marca, mas Santos empata e vê título ficar mais longe

30 OUT 2010Por FOLHA ONLINE17h:15

Com um gol mal anulado pela arbitragem, o Santos ficou no empate por 1 a 1 com o Internacional, neste sábado, no Beira-Rio, pela 32ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O lance crucial aconteceu aos 39min do primeiro tempo, quando Edu Dracena, após cruzamento da esquerda, ganhou no alto do goleiro Renan e cabeceou para o gol vazio. Porém, depois de a bola ultrapassar a linha, o lateral Nei deu uma bicicleta e fez o corte. O árbitro Paulo Godoy Bezerra mandou o lance seguir.

Com o resultado, os santistas ficaram mais longe da disputa do título brasileiro ao chegarem aos 49 pontos, oito atrás do líder Fluminense. Já o Inter, que ficou com a mesma pontuação do Santos, também deve deixar a competição nacional de lado para se dedicar ao Mundial da Fifa.

O gol paulista foi de Zé Love em bela jogada individual um dia após ele ser vítima de trote no CT do Santos. Na ocasião, chegou a ser amarrado em uma das traves, levou ovadas, chutes e socos dos companheiros e até bolada. O caso acabou em briga entre Neymar, que foi defender Zé Love, e Marcel.

O Santos veio a campo bem diferente das suas características. Para conter os avanços do ataque gaúcho, o técnico Marcelo Martelotte montou a sua equipe no 4-4-2, com duas linhas de quatro homens bem compactas atrás da linha do meio de campo, deixando os contra-ataques por conta dos jovens Alan Patrick e Neymar.

Pará, do Santos, disputa bola com Alecsandro, em empate por 1 a 1, neste sábado
O lateral Pará, do Santos, disputa bola com Alecsandro, em empate por 1 a 1, neste sábado

Apesar da forte macação imposta, foram os donos da casa que começaram melhor o confronto. Armado no 4-2-3-1, com Giuliuano pelo meio, D'Alessandro pela esquerda e Rafael Sóbis pela direita para abastecer o centroavante Alecsandro, o Inter tentava roubar a bola desde o seu campo de ataque, o que dificultava a saída de bola santista.

Assim, os gaúchos ameaçaram o gol defendido por Rafael logo aos 2min, quando Guiñazu, após receber passe na entrada da área, fez um corte na defesa paulista e chutou cruzado para boa defesa do camisa 1 do Santos. Aos 33min, o volante Wilson Matias, da meia-lua, deu uma cavadinha e, por cobertura, acertou o travessão dos visitantes.

Mesmo com a pressão gaúcha, a equipe da Vila Belmiro também conseguiu armar as suas jogadas de ataque. Quando o Santos ficava com a bola, Danilo abria pela direita e Alan Patrick caía pela esquerda. Ambos, com os avanços dos laterais Pará e Léo, tentavam fazer as tabelas pelos lados do campo. No entanto, eram os volantes Arouca e Roberto Brum que apareciam bem na partida, já que não eram incomodados pelo meio-campo adversário e participavam bastante da armação do time.

Porém, aos 30min, Arouca saiu lesionado e a equipe do litoral paulista caiu de rendimento e perdeu a saída de bola. Com isso, o time da Vila Belmiro sofreu uma enorme pressão do Inter. Com Rodriguinho, que não entrou bem no duelo, os santistas chegaram à meta rival apenas em duas ocasiões isoladas, mas sem sucesso.

Já o atacante Neymar, depois da confusão com o colega Marcel no treino desta sexta, cumpria à risca a sua função tática. Quando o time tinha a bola, o camisa 11 se deslocava bastante pelo meio e pelo lado direito do ataque. Mas, quando o Santos era atacado, a revelação santista recuava para fechar os espaços pelo lado esquerdo do ataque do Inter.

Chance real, porém, ele só teve aos 6min, quando tabelou com Zé Love e, na frente do goleiro do Internacional, chutou fraco e em cima do arqueiro adversário.

Depois do intervalo, o Inter voltou ao gramado melhor e impôs uma grande pressão sobre a defesa santista. Mas, o time gaúcho forçava muito as jogadas com o lateral Kleber, que abusava das bolas alçadas na área do Santos, o que facilitava o trabalho dos zagueiros visitantes.

Porém, com o decorrer do tempo, os contra-ataques do Santos começaram a dar certo e equipe da Vila começou a assustar o goleiro Renan com mais veemência. Desta maneira, a equipe visitante abriu o placar. Aos 33min, Zé Love fez bela jogada individual, se livrou da marcação e, ao invadir a grande área, chutou forte e no alto, para fazer 1 a 0 para o Santos.

Mas, na sua jogada mais manjada, o Inter chegou ao empate três minutos mais tarde. O lateral Kleber cruzou da esquerda e Leandro Damião, que havia acabado de entrar no jogo, cabeceou no canto direito de Rafael para selar o placar.

Leia Também