Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, quarta, 14 de novembro de 2018

Após provocação do governador. PT prevê prejuízo eleitoral para o PMDB

1 ABR 2008Por 20h:29
     

Maria Matheus

As críticas que o governador André Puccinelli (PMDB) recebeu em Dourados devido à crise no setor de Saúde terão efeito sobre as eleições, conforme avaliação de deputados petistas. Eles também saíram em defesa do prefeito Laerte Tetila (PT), que se sentiu ofendido com a recomendação do governador de que estudantes também devem "fiscalizar a aplicação dos recursos da Saúde para evitar desperdícios e roubalheiras" por parte da administração do município.

Puccinelli foi à Câmara Municipal de Dourados segunda-feira oficializar o repasse de R$ 1,5 milhão em recursos para Saúde. Foi vaiado por estudantes universitários que, com faixas, narizes de palhaço e um caixão com os dizeres "André decreta a morte aos pobres", cobravam mais verbas para setor. O governador chegou a bater-boca com acadêmicos do curso de Medicina da UFGD e foi chamado por eles "Doutor Morte".

O PT promete explorar nas eleições municipais de Dourados o desgaste sofrido por Puccinelli. "É lógico que isso tem uma repercussão negativa para o governador, isso será explorado na campanha. O candidato do PMDB será prejudicado, não tenho dúvidas disso", avaliou o presidente do partido, deputado Amarildo Cruz. "Vamos mostrar para a população que foi feito um acordo e o André, depois que assumiu o Governo, não cumpriu. Foi um acordo da instituição Governo do Estado com a prefeitura, e ele não repassou os recursos para a Saúde em Dourados. Nós vamos mostrar isso", avisou.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também