Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

Após polêmica, Jean Chera acerta permanência no Santos

Após polêmica, Jean Chera acerta permanência no Santos
05/04/2011 23:00 - ig


Após anunciar sua saída do Santos, o meia Jean Chera, que completará 16 anos no dia 12 de maio, acertou seu primeiro contrato profissional na Vila Belmiro. O presidente Luís Álvaro de Oliveira Ribeiro confirmou que falta apenas a assinatura do documento, mas já garantiu que o atleta ficará na Vila Belmiro por mais três temporadas.

“Eu tive uma reunião com o Celso (Chera), reunião difícil, mas terminamos. Faltava alguns pequenos detalhes e dei a negociação como fechada. O documento não está assinado, mas ele fica no Santos por mais três temporadas”, afirmou o presidente do Santos, Luís Álvaro de Oliveira Ribeiro.

Chera é considerado uma das grandes revelações do Santos e atua na equipe sub 17 do clube. O atleta já tem salário de profissional no clube, pois já recebia cerca de R$ 25 mil mensais, e ainda receberá um reajuste de 15% no novo contrato. No entanto, o pai e representante do jogador, Celso Chera, solicitou um aumento salarial para acertar o primeiro contrato profissional do atleta.

“O pai dele solicitou um aumento e nós acertamos valor razoável. Ele abriu mão daquela ideia inicial, expliquei para ele que o que eles queriam estava além da realidade do clube. Se pagássemos aquilo que pediram, o Santos teria que fechar, mostrei que era uma ideia absurda. Falei para o pai dele que tínhamos que chegar a um consenso, pois tudo em seu tempo”, disse o presidente.

Luís Álvaro acredita que Jean Chera estará em breve na equipe profissional. Apesar de o atleta ter apenas 15 anos, foi cogitada a participação do meia na Copa São Paulo de Juniores no início desta temporada.

“O Jean é um atleta de grande potencial, em breve estará conosco entre os profissionais e conquistando muitas glórias pelo Santos, tenho certeza”, conclui o dirigente.

Felpuda


Partido está aos poucos montando a que vem sendo chamada de “chapa do quartel”, pois os pré-candidatos são oriundos da caserna. Há quem diga que os dirigentes da legenda ainda estão querendo pegar carona no “fenômeno Bolsonaro”, esquecendo-se que o presidente, embora vindo da área militar, está na política há 30 anos e o seu programa de governo agradou 57,7 milhões de eleitores. Dizem que tchurminha será obrigada a adicionar mais ingredientes no currículo, senão...