Campo Grande - MS, quinta, 16 de agosto de 2018

Segurança

Após morte de aluno, diretor admite problema de segurança na USP

19 MAI 2011Por Folha Uol09h:53

O diretor da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da USP, o professor Reinaldo Guerreiro, afirmou nesta quinta que há um problema concreto de segurança no campus da universidade. Ontem, um estudante foi morto no estacionamento da unidade.


A afirmação do professor foi feita ao programa Bom Dia Brasil, da TV Globo. Muito grande, com muita árvore e muito espaço, o que facilita a ação de bandidos, acrescentou ele sobre o campus.

Alunos realizam desde as 7h de hoje um protesto contra o assassinato de Felipe Ramos de Paiva, 24, morto na noite de ontem com um tiro na cabeça. Os cerca de 300 estudantes devem entregar à reitoria da universidade uma carta pedindo mais segurança.

De acordo com os estudantes, não haverá aulas hoje na faculdade. Um novo ato deve acontecer no período da noite.

Crime

Segundo testemunhas, Felipe foi seguido por uma pessoa após sair da aula na noite de ontem. Os dois discutiram e o estudante foi ferido por um tiro na cabeça.

Segundo informações da assessoria da USP, o vigia do prédio da FEA ouviu os tiros e correu para o local. A vítima foi encontrada caída ao lado de seu carro --um Passat preto blindado--, que estava com a porta do motorista aberta. Não foi possível socorrê-lo.

Não há informações sobre quem atirou contra o jovem. A USP registrou ao menos cinco casos de sequestros-relâmpagos dentro da Cidade Universitária entre os meses de março e abril.
 

Leia Também