Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Após liminar, STF tira do ar salários de ministros e servidores

7 JUL 12 - 07h:00terra

O Supremo Tribunal Federal (STF) retirou de sua página na internet nesta sexta-feira as informações sobre os salários dos ministros e servidores da Casa. A medida cumpre ordem do juiz federal Francisco Neves, da 22ª Vara da Justiça Federal no Distrito Federal, que na quarta-feira suspendeu a divulgação na internet dos rendimentos dos servidores federais dos Três Poderes.

Segundo o STF, a comunicação da decisão chegou no final da tarde de hoje e, imediatamente, as informações foram retiradas do ar. Os dados sobre os servidores e pensionistas haviam sido divulgados no dia 3, quando o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) decidiu que os tribunais deveriam publicar a remuneração de magistrados e servidores, indicando o nome, o cargo e os valores recebidos no mês, em cumprimento à Lei de Acesso à Informação. Desde o dia 29, a página do Supremo trazia os salários dos 11 ministros.

A liminar do juiz Francisco Neves atendeu a pedido da Confederação dos Servidores Públicos do Brasil (CSPB). Em nota, a entidade afirmou não ser contra a Lei de Acesso à Informação. Contudo, de acordo com a entidade, não há "uma linha sequer" da legislação que determine a divulgação nominal dos salários dos servidores.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Inep prorroga prazo de inscrição de servidores para trabalhar no Enem
ATIVIDADE REMUNERADA

Inep prorroga inscrição para trabalhar no Enem

Adolescente morre asfixiado ao ficar com cabeça presa em janela
MORTE A ESCLARECER

Adolescente morre ao ficar com cabeça presa em janela

Recadastramento de pescadores começa em agosto
REGISTRO PROFISSIONAL

Recadastramento de pescadores começa em agosto

Dica da Semana: “A Voz do Silêncio”
Via Streaming

Dica da Semana: “A Voz do Silêncio”

Mais Lidas