Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

futebol

Após curtir Carnaval, Neymar volta ao Santos e busca 1º gol

9 MAR 11 - 16h:00folha online

O futebol ficou em segundo plano para Neymar nos últimos dias. Liberado para o Carnaval, dançou em trio elétrico em Salvador, vestiu a camisa do Super-Homem em referência a hit da folia na Bahia e assistiu ao desfile das escolas de samba no Rio.

O Carnaval terminou, e a expectativa no Santos é a de que o ano de sua jovem estrela no clube, enfim, comece.

Neymar, 19, participa hoje, contra a Portuguesa, em casa, de seu quinto jogo pelo time em 2011, com a impressão de que melhor seria se ainda não tivesse ido a campo.

Desde que o atacante retornou do Sul-Americano sub-20, no mês passado, o Santos desandou. Antes sensação da temporada, trocou de técnico e ficou em situação difícil na Libertadores.

Com Neymar, a equipe jogou quatro vezes nesta temporada e não venceu. Foram três empates (dois deles na competição continental) e uma derrota, para o Corinthians. O aproveitamento no período é de apenas 25%.

"O Neymar começa agora", brincou o atacante, que ainda não marcou nenhum gol pelo clube em 2011. Sem o jovem, o desempenho santista é bem melhor: 77%.

"Muitos falaram que o Santos está em crise. Mas como um time pode ficar em crise se só perdeu um jogo no ano?", disse Zé Love, autor dos dois gols do triunfo por 2 a 0 sobre o Oeste, no sábado.

Na vitória que encerrou a série de quatro tropeços consecutivos, o Santos não teve Neymar. A folga de Carnaval do jogador começou na quinta e foi até domingo.

Segundo a diretoria, o descanso se deve ao tempo de férias que ele perdeu para se preparar e defender a seleção sub-20 no início do ano. Os outros jogadores que foram ao Sul-Americano, Alex Sandro, Danilo e Alan Patrick, também terão o benefício.

O técnico Marcelo Martelotte, que dirige o time desde a queda de Adilson Batista, minimizou o fato de Neymar não ter aproveitado o tempo livre para descansar.

"O problema dele nunca foi físico. Ele só precisava ficar um pouco fora do ambiente do futebol porque 2010 foi um ano muito desgastante. Queria que ele saísse da mídia também, mas daí ele teria que ir para o Japão."

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

BRASIL

Alvos de ameaças, senadores contrários ao decreto de armas podem ter escolta

EDUCAÇÃO

Brasil perde liderança no ranking das melhores universidades da América Latina

BRASIL

Pesquisa mostra que 97% das mulheres já sofreram assédio em transporte

78 SETORES

Autorização para trabalho aos domingos e feriados será permanente

Mais Lidas