Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Após crise de hipertensão, Lula volta ao trabalho segunda

29 JAN 10 - 07h:54AGÊNCIA ESTADO
A ministra Dilma Rousseff (Casa Civil) disse ontem que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva está bem, com a saúde normal, recuperando-se em companhia da família da crise de hipertensão que sofreu na noite de anteontem. Dilma disse que a população brasileira pode “ficar tranquila” porque Lula vai retomar, no máximo na segunda-feira, a sua rotina de trabalhos. “A população brasileira pode ficar muito tranquila porque o presidente está bem, foi uma pequena crise hipertensiva. Ele está na casa dele em São Bernardo, descansando com a dona Marisa. Na segunda feira, se não for um pouquinho antes, vai estar pronto, andando por aí”, afirmou. Dilma disse que Lula tem pressão “constante e regular”, minimizando o que ocorreu na noite de ontem. “O presidente se preocupou porque nunca teve essa pressão, ele não tem pressão alta. Como não tem, o doutor Cleber [médico da Presidência] achou melhor não viajar. Anteontem à noite, antes de tomar remédio, a pressão dele começou a cair”, disse. A ministra, assim como o ministro Alexandre Padilha (Relações Institucionais), atribuiu a crise hipertensiva de Lula à extensa agenda de trabalhos cumprida pelo presidente nesta semana. “É bom que o presidente descanse porque a nossa agenda está muito pesada”, disse a ministra. Lula começou a semana no Rio e retornou de madrugada a Brasília. No dia seguinte, viajou novamente para o Rio Grande do Sul. Retornou de madrugada e, ontem, deu início cedo às suas atividades – incluindose a viagem a Recife. “E todos os dias nós ficamos levantando cedo. Tivemos uma agenda pesada em Recife”, afirmou a ministra. Dilma disse, porém, não ver necessidade de Lula reduzir o seu ritmo de trabalho. Ela sugeriu, apenas, que Lula intercalasse semanas de trabalho mais pesadas com outras mais leves. “As agendas do presidente não são como a desta semana. Mas quem trabalha com ele sabe que é um esforço enorme. No passado, chamávamos de rali Paris-Dakar”, disse. A ministra disse não acreditar que Lula vá intensificar o seu ritmo de trabalhos em ano eleitoral. “Eu não acho que o presidente trabalha mais em ano eleitoral do que em ano não eleitoral. Mantemos um ritmo de agenda muito forte. É bom ele fazer uma avaliação de saúde. Mas não podemos dizer que o presidente está doente ou está mal”.
Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Nova decisão confirma Paper Excellence como majoritária da Eldorado Celulose
DECISÃO PROVISÓRIA

Nova decisão confirma Paper Excellence como majoritária da Eldorado Celulose

Centro de Triagem deve ser novo destino de Jamil Name
MILÍCIA ARMADA

Centro de Triagem deve ser novo destino de Jamil Name

Lei autoriza criação de "disque-dengue" via WhatsApp
VIZINHO COM TERRENO SUJO?

Lei autoriza criação de "disque-dengue" via WhatsApp

Queda no preço da arroba do boi não chega aos açougues
CARNE

Queda no preço da arroba do boi não chega aos açougues

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião