Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

FACEBOOK

Após câncer, mulher posta fotos das cicatrizes e perde 100 amigos

Após câncer, mulher posta fotos das cicatrizes e perde 100 amigos
14/02/2014 01:00 - R7


Após derrotar o câncer de mama, a australiana Beth Whaanga, decidiu tornar pública sua história e tentar conscientizar a sociedade sobre os riscos da doença. Beth tirou fotos de suas cicatrizes e postou no Facebook. Porém, após a publicação, ela conta que perdeu cerca de cem amigos que teriam se ofendido com as imagens. As informações são do site Daily Mail. Depois de retirar os seios e o útero, Beth postou duas fotos na rede social: uma em que está usando um vestido vermelho, sem mostrar nenhuma cicatriz, e outra seminua, exibindo todas as marcas e cicatrizes das cirurgias

Apesar de as imagens terem chocado os usuários da rede social, Beth afirmou que a campanha tinha a intenção de mostrar as consequências devastadoras da doença.

— A cada dia nós passamos pelas pessoas nas ruas. Esses indivíduos parecem normais, mas, sob suas roupas, seus corpos podem contar uma história diferente. Pode acontecer com você.

Beth explica que as críticas começaram logo após a postagem das fotos. Um homem afirmou que não concordava com a atitude da australiana.

— Não concordo que você poste fotos confrontadoras em um site em que as pessoas não têm como escolher o que vão ver. Isso também pode aparecer para crianças.

Apesar de ter sido denunciada no Facebook várias vezes, Beth foi avisada que suas fotos não sairão do ar.

— Me expus para milhões de pessoas, e se isso foi suficiente para ajudar as pessoas, já terá valido a pena.

Felpuda


Ao que tudo indica, partido teria criado “racha” apenas visando jogar para a plateia, e, assim, quem estava com a corda toda anunciou que se prepara para o desembarque. Nos bastidores o que se ouve é que o tal fundo partidário seria o motivo da desavença e que quem nunca comeu mel quando come se lambuza. Só que não. A estratégia é continuar “dono” da atual legenda e “tomar a frente” de partido que está em fase embrionária. Tudo inspirado na “velha política”.