Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

Após beijo gay em cena, Amy Adams diz que atuar com mulher cria intimidade

Após beijo gay em cena, Amy Adams diz que atuar com mulher cria intimidade
30/12/2013 22:00 - terra


Amy Adams diz que atuar com mulheres ajuda a criar "intimidade". A atriz de 39 anos, que interpreta Sydney Prosser no filme American Hustle, teve que dar um beijo na boca da atriz Jennifer Lawrence, porém, não se importou muito com isso. Segundo ela, trabalhar com mulheres é mais fácil que contracenar com homens.

Amy disse à revista britânica Vanity Fair: "eu raramente trabalho com mulheres e, quando vi que ia contracenar com a Jennifer (Lawrence), pensei: 'vai ser muito divertido, pois não faço isso há muito tempo'. Não é que não gosto de contracenar com homens, mas quando é uma mulher se cria uma energia que acaba gerando intimidade".

Mas por outro lado, a atriz admitiu recentemente que foi inevitável não se encantar pelo charme de Henry Cavill, o novo Super-Homem, quando gravaram as cenas românticas em Homem de Aço. "Ele é extremamente charmoso e carismático. É muito fácil imaginá-lo como Super-Homem por causa da sua aparência e presença", disse. "Sempre que olhava em seus olhos, eu começava a sorrir, porque ele tem esse efeito na gente. Acho que a maioria das mulheres sentiria o mesmo sobre Henry. Ele é um sonho!", completou.

Longe do estúdio, a atriz de 38 anos só tem olhos para seu noivo, Darren Le Gallo, com quem tem Aviana, de dois anos. Amy afirma que Darren faz dela uma mulher "completa". "Ele me permitiu crescer e me desenvolver como uma mulher completa e mais madura. Acho que ela também me ajudou a ser uma atriz melhor. Quando você encontra um homem desse, a ansiedade vai embora e você só consegue curtir o processo de amar alguém com todo seu coração", afirmou.

Antes de se tornar uma estrela de Hollywood, Amy admitiu que teve problemas de auto-estima porque foi uma criança esquisita e deslocada. "Eu era muito caseira e não me encaixava na escola. Sempre me achei desajeitada e deslocada. Não tinha a confiança suficiente em mim mesma para seguir em frente e se tornar uma atriz", disse.

Felpuda


Mensagens trocadas por aí mostram que deverá “virar moda” políticos anunciarem que testaram positivo para a Covid-19. E sem medo de dizer que isso é porque o presidente Jair Bolsonaro anunciou ter sido infectado, e aí essa tchurminha estaria interessada também em ganhar holofotes. Porém, ressaltam que, como não se pode duvidar de coisa séria, o jeito é desejar “restabelecimento”. E não deixam de lembrar que o risco é a população descobrir que não fazem a menor falta. Essa gente...