Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

MANAUS

Após ameaça de bomba em voo da TAM, aeroporto é fechado

Após ameaça de bomba em voo da TAM, aeroporto é fechado
18/01/2014 16:07 - g1


Após suspeita de bomba em um avião da TAM na manhã deste sábado (18), o Aeroporto Internacional Eduardo Gomes, em Manaus, fechou para pousos e decolagens. Não há previsão de retorno das atividades no local. .

De acordo com a Infraero, o funcionamento do aeroporto foi paralisado às 11h17min e deverá ser normalizado somente após liberação da Polícia Federal (PF), que faz varredura na aeronave em alerta. Os voos com destino a Manaus foram deslocados para Santarém, Boa Vista e Brasília.
Ameaça de bomba

Segundo a Polícia Federal no Amazonas (PF), um aviso foi encontrado em um banheiro do Aeroporto Internacional de Brasília - Presidente Juscelino Kubitschek informando que uma bomba tinha sido colocada na aeronave. A PF em Brasília acionou o órgão em Manaus, que deslocou uma equipe do grupamento antibombas para fazer varredura no avião.

A aeronave desembarcou em Manaus às 10h40 e foi evacuada para ser realizada uma varredura no avião. Passageiros relataram que precisaram deixar a aeronave pelas saídas de emergência. Os esquadrões antibomba da PF e da Polícia Militar (PM) foram acionados.

De acordo com o site da TAM, o voo 3540 é realizado por uma aeronave modelo Airbus A320. A TAM informou ao G1 que a aeronave transportava 162 passageiros. Em nota, a empresa disse ainda que "lamenta os transtornos causados aos clientes, reitera que a segurança é um valor imprescindível e que todas as suas ações visam a garantir uma operação segura".

Felpuda


Engana-se quem acha que diminuiu a voracidade de ter fatia de cobiçado bolo por parte de “quem manda”. O recuo realmente houve, mas só por enquanto e por uma questão de estratégia, até porque, nas primeiras investidas, as portas não se abriram. E continuam fechadas. Mas quem conhece bem a dita figurinha aposta que ela não desistirá até encontrar, digamos,  um “chaveiro amigo”. Essa gente não sossega nem diante da pandemia... Afe!