Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, segunda, 12 de novembro de 2018

Após a lei antifumo aumenta a procura por tratamentos

29 AGO 2009Por 15h:45
     

da Redação

A proibição do fumo em locais públicos, segundo especialistas, levou muita gente a acreditar na capacidade de deixar o cigarro.

 

"Com a restrição, as pessoas começaram a perceber que conseguiam passar mais tempo sem fumar, e isso as encorajou a procurar ajuda para deixar o vício definitivamente. Percebemos um interesse cada vez maior das secretarias estaduais e municipais de saúde em ampliar o atendimento a essa população", diz Tânia Cavalcante, coordenadora do Programa Nacional de Controle do Tabagismo, do Instituto Nacional de Câncer (Inca), do Ministério da Saúde.

 

De acordo com Tânia, o salto no número de atendimentos, apesar de ainda não ter dados oficiais, pode ser percebido pelo interesse na ampliação da rede de unidades preparadas para ajudar quem quer deixar o vício. "Temos hoje cerca de 800 unidades de atendimento gratuito, distribuídas em 500 municípios do país. Em 2010, nosso planejamento indica que teremos pelo menos 3,3 mil postos de atendimento, distribuídos em 1,2 mil cidades."

 

 

 

 

 Com informações do G1

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também