Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, sexta, 16 de novembro de 2018

Após 8 horas de bloqueio, indigenas liberam BR-163

6 OUT 2009Por 13h:27
     

         

         

Após negociação com o procurador da República Emerson Kalif Siqueira, s índios terenas liberaram o tráfego na BR-163, a 6 km do trevo da saída para Cuiabá. O protesto teve fim depois de 8 horas de bloqueio.

Os indígenas, que também bloquearam a BR-262, cobram aceleração no processo de demarcação da aldeia Buriti, em Sidrolândia. De acordo com o procurador, o processo se arrasta na justiça há 70 anos. O último recurso foi apresentado há dois anos, contudo, ainda não foi julgado.

Após ouvir a reclamação dos indígenas, o procurador ligou para o procurador-geral da 3ª Região. Após o diálogo, a pista foi liberada, mas os indígenas vão permanecer no local até o procurador retornar e apresentar um documento, que será enviado à justiça federal.

O protesto na 163 reuniu 300 indígenas e teve início por volta das 4h. A rodovia foi bloqueada com troncos de árvores e pneus em chamas. Por volta das 9h30, os terenas fizeram acordo com a PRF (Polícia Rodoviária Federal) e aceitaram liberar a pista por 45 minutos a cada duas horas. A liberação foi parcial, atendendo apenas o sentido Jaraguari a Campo Grande.

         

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também