Terça, 20 de Fevereiro de 2018

realidade

Apoio a presidente do Chile cai após o fim do 'efeito mineiros'

2 DEZ 2010Por estADÃO11h:39

O presidente chileno, Sebastián Piñera, sofreu em novembro uma queda brusca de 13 pontos percentuais em seu índice de aprovação, que caiu para 50 por cento por causa da diluição do efeito positivo do resgate de 33 mineiros, revelou pesquisa de opinião divulgada nesta quinta-feira. 

De acordo com a pesquisa da consultoria Adimark Gfk, a aprovação da gestão do presidente de centro-direita vem caindo desde seu melhor índice, de 63 por cento, alcançado em outubro. 

"Passados o impacto e o entusiasmo suscitados pelo resgate bem-sucedido dos mineiros da mina San José, a população moderou sua avaliação da gestão governamental. O presidente e o governo voltaram a ter níveis de aprovação semelhantes aos que foram mostrados antes do resgate", disse a Adimark Gfk em comunicado. 

Quanto ao índice de desaprovação do presidente, aumentou 10 pontos, chegando a 36 por cento. 

O governo também teve uma queda importante de 9 pontos percentuais em sua aprovação, ficando em 54 por cento em novembro, contra 63 por cento em outubro. 

Quanto ao gabinete, o ministro da Mineração, Laurence Golborne, consolidou-se como o mais bem avaliado, com 91 por cento de apoio, seguido pelo ministro do Interior, Rodrigo Hinzpeter, com 75 por cento de avaliações positivas.

Leia Também