Apoiadores de Genoino celebram sucesso de vaquinha para pagar multa

Apoiadores de Genoino celebram sucesso de vaquinha para pagar multa
19/01/2014 19:00 - R7


Família e amigos do ex-deputado José Genoino (PT) divulgam neste fim de semana mensagem em que celebram ter conseguido “o valor necessário” para pagar a multa imposta ao ex-presidente do PT no julgamento do mensalão. Condenado a seis anos e 11 meses de prisão, o petista cumpre o início da pena em prisão domiciliar, em Brasília, e tem de pagar R$ 667,5 mil de multa até esta segunda-feira (20).

Em texto assinado por “Família Genoino”, os apoiadores do petista pedem “paciência quanto à divulgação dos valores arrecadados”, mas celebram o sucesso da ‘vaquinha’.

— Essa é uma vitória não nossa, mas de todos aqueles que não querem se calar diante das injustiças, de todos os que sabem que a história de José Genoino sempre esteve relacionada APENAS à luta por causas, sonhos e projetos coletivos.

A família do ex-deputado diz ainda que tudo feito pelo grupo “sempre esteve marcado pela transparência” e pede desculpas àqueles que “mandaram o e-mail com sua contribuição e ainda não receberam respostas”.

— Saibam que tudo está sendo feito diretamente por nós mesmos, um a um, e por amigos queridos, pessoas que continuam tendo que trabalhar para seguir em frente e estão usando o tempo disponível para dar conta da (ainda bem”) enorme demanda de mensagens de contribuições. 

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".