Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, sexta, 16 de novembro de 2018

toxina botulínica

Aplicação de botox pode ajudar
a controlar suor em excesso

20 AGO 2012Por Band00h:00

Você já não aguenta mais sair do banho e parecer que não se enxugou ou colocar aquela blusa que tanto gosta e em instantes ficar todo molhado devido a transpiração excessiva?

A hiperidrose (produção exagerada e não controlada de suor em algumas partes do corpo) não apresenta risco, mas é extremamente desconfortável, podendo causar embaraço social e, muitas vezes, transtornos psicológicos e de relacionamentos.

É comum a pessoa com esse tipo de distúrbio evitar o aperto de mão. Já outros não conseguem escrever sem ter um paninho por perto para se enxugar.

Em recente declaração, o cantor sertanejo Zezé di Camargo, da dupla com Luciano, afirmou que, para não transpirar e ficar com aquela mancha indesejada debaixo dos braços, ele faz uso de botox nas axilas.

Mas será que a técnica realmente funciona? Segundo a dermatologista Marcia Linhares, a toxina botulínica é sim eficaz, porém, é mais indicada para aplicações em quem tem sudorese excessiva nas axilas.

“Com a aplicação da toxina, o nervo responsável pela liberação de substâncias que estimulam a produção de suor é bloqueado, fazendo com que a produção cesse”, explica a profissional.

Bastante útil no controle da hiperidrose axilar, o botox ainda tem seu uso limitado devido aos custos elevados. Para se ter uma ideia a sessão sai por R$ 2,5 mil e deve ser feita a cada oito meses ou uma vez por ano, dependendo de como cada organismo vai reagir. 

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também