Domingo, 21 de Janeiro de 2018

Apesar de ex-governador reconhecer tropeço, clima de tensão aumenta no PT

4 MAR 2009Por 21h:00
     

LIDIANE KOBER

 

Apesar do ex-governador José Orcírio dos Santos (PT) reconhecer o tropeço de atacar o senador Delcídio do Amaral (PT), ele conseguiu aumentar o clima de tensão entre membros do seu grupo político. A instabilidade se agravou depois de Orcírio desmentir encontro com o senador e ao afirmar que não precisa de intermediadores para acabar com a guerra interna do PT, pois se considera adulto o suficiente para por um ponto final às intrigas.

 

A declaração incomodou o deputado estadual Paulo Duarte (PT), que agiu para reunir Orcírio e Delcídio. Ele chegou a agendar encontro entre a dupla, mas dois dias antes da reunião, o ex-governador desistiu de conversar com o senador. A atitude inicial irritou o petista, que se incomodou ainda mais após Orcírio atestar que não sabia do encontro. "Não sou moleque. Tudo o que eu falei é verdade porque preso a minha palavra", declarou.

 

Diante das alfinetadas de Orcírio, o deputado atestou que não irá mais se esforçar para unificar o partido. "O Zeca (Orcírio) que toque sozinho o barco", disse. Apesar do descontentamento, ele não pensa em romper relações com o ex-governador. "Não vou surtar por conta de uma questão pontual", revelou.

Leia Também