terça, 14 de agosto de 2018

Anvisa recomenda tirar do mercado o agrotóxico cihexatina

29 JUL 2008Por 10h:12
     

 

  

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recomendou a proibição no Brasil do princípio ativo cihexatina, utilizado na fabricação de sete agrotóxicos, registrados principalmente para a citricultura. A recomendação foi publicada no Diário Oficial da União de sexta-feira (25). A consulta permanece aberta por 30 dias.

Os principais efeitos da cihexatina são malformações fetais, em especial a hidrocefalia. As experiências provaram ainda risco de aborto, efeitos sobre o sistema reprodutivo, danos à pele, pulmões, visão, fígado e rins, entre outros. As doses em que apareceram esses efeitos nos animais sugerem que a cihexatina não é segura para os trabalhadores rurais, consumidores das culturas tratadas e população em geral.

A substância já foi banida dos Estados Unidos, Reino Unido, Canadá, Japão, China, Áustria, Belize, Kuwait, Laos, Suécia e Tailândia. Produtos à base de cihexatina tiveram o registro cancelado na Austrália, Filipinas, Líbia, Nova Zelândia e União Européia.

Leia Também