Quarta, 17 de Janeiro de 2018

Anvisa proíbe propaganda do analgésico Mirador

9 AGO 2008Por 10h:30
      A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) suspendeu a propaganda do analgésico Mirador, fabricado pela DM Indústria Farmacêutica Ltda. Em nota, o órgão afirmou que o slogan "Mirador é o Pelé dos comprimidos" faz analogia com o desempenho profissional do jogador. Ele atua na peça publicitária. Segundo o texto, a publicidade do medicamento "realiza uma comparação indireta do analgésico com outros medicamentos da mesma classe terapêutica, o que é vedado pela legislação".

                Sobre a publicidade do Mirador, a Anvisa também afirma que a utilização de expressões enfáticas como "muito bom", ou "medicamento forte", atribuem características superiores ao medicamento, "o que pode induzir o consumidor a erro".

                O órgão também suspendeu, em todo o território nacional, as propagandas, sob qualquer forma, dos produtos Miracle (comprimido) e Aura Shine (gel), distribuídos pela empresa Towaki Internacional Comércio e Representações Ltda. Os dois produtos prometem rejuvenescimento.

                Também não podem ser mais veiculadas as propagandas do Chá de Amora Miura, fabricado por Comercial de Alimentos Meninos do Campo. As peças publicitárias fazem alegações terapêuticas ao controle de doenças como diabetes e obesidade e à imunização contra câncer.

                Com informações do Terra

Leia Também