Quinta, 21 de Junho de 2018

Antônio João dobra proposta a marqueteiro de Nelsinho Trad

29 ABR 2008Por 21h:13
     

Clodoaldo Silva, de Brasília

 

O empresário e presidente regional do PTB, Antonio João Hugo Rodrigues, vai dobrar a oferta do prefeito Nelsinho Trad (PMDB) ao marqueteiro Chico Santa Rita para que o publicitário aceite fazer sua campanha política à sucessão em Campo Grande. Antonio João chamou de "mentira cabeluda" a divulgação de Trad de que pagará ?apenas? R$ 450 mil pelo trabalho de Santa Rita.

 

O empresário e pré-candidato a prefeito da Capital afirmou que o valor anunciado não cobre as despesas com hospedagem, o trabalho do publicitário, a estrutura de equipe, passagens e pesquisas de opinião pública. "Não dá para começar uma campanha com uma mentira cabeluda como esta", ressaltou Antonio João, que tem experiência no setor por ter feito várias campanhas, inclusive a do presidente Luiz Inácio Lula da Silva em Mato Grosso do Sul.

 

"Ofereço 50% do valor, até 100%. Vou falar com o tesoureiro do PTB, Ivan Louzada, para que entre em contato com a assessoria do prefeito, pegue o telefone de Chico Santa Rita e ligue ao publicitário fazendo a minha oferta", afirmou Antonio João, numa crítica à postura do peemedebista em mentir aos campograndenses o valor que gastará em sua campanha de reeleição. "A diferença, até os R$ 4 milhões, será de caixa dois. O valor que Nelsinho divulgou é muito baixo", enfatizou o empresário.

 

Para viabilizar o recurso necessário à sua oferta a Chico Santa Rita, R$ 900 mil, Antonio João vai conversar com outros empresários de Campo Grande e Mato Grosso do Sul para que façam doações ao PTB e desta maneira garanta o pagamento ao publicitário.

 

A citação do custo da campanha de R$ 4 milhões foi feita pelo presidente do PTB durante convenção municipal do partido realizada no domingo, na Capital. Antonio João afirmou que os pedetistas terão de gastar sola de sapato e defender boas propostas nas campanhas eleitorais para prefeito como forma de se contrapor ao alto valor das campanhas eleitorais de candidatos de outras legendas.

Leia Também